Ficar em casa

  • 22/03/2020 04:08
  • Sandro Rogério dos Santos

Sobre o novo coronavírus (SARS-CoV-2 ou Sars-2), que provoca a doença Covid-19, sobejam informações. Com isso, as pessoas ficam amedrontadas, angustiadas e até em pânico. Mas ninguém deve ter pânico nem ser displicente. Tem gente que prefere negar a realidade e achar que tudo não passa de um complô mundial (com interesses econômicos desta ou daquela potência) ou que é coisa da mídia (exagerada!). Padre Joãozinho tuitou que “quando Noé começou a construir sua arca não estava chovendo. Se não assumirmos atitudes radicais agora, quando o dilúvio chegar poderá ser tarde. A única arca é o isolamento para impedir o avanço do contágio!”.

A Diocese de Presidente Prudente divulgou pelo menos quatro comunicados; um deles, em forma de DECRETO, sobre o comportamento que padres e fiéis deverão seguir respeitando as diretrizes das autoridades governamentais e sanitárias. O mais drástico desse decreto é a suspensão e o cancelamento de todas as missas públicas (com presença de fiéis). Meu Deus! Que excepcional é o momento e quão excepcionais devem ser as nossas atitudes!

Assim, é preciso ficar em casa. Preservar-se e preservar os outros. A hora é de cuidado, atenção, prevenção. Em família ou mesmo sozinho ler um livro, orar, acompanhar a missa (ou o culto) pela TV, pelo rádio, pela internet... fazer um grupo em rede social para rezar. Evitar esparramar tristeza, fake news e assistir jornal o tempo todo; pode ser deprimente.

Ficar o quanto mais possível em casa, sobretudo se fizer parte de grupos de risco (idosos, por exemplo). Manter o isolamento. Fazer um retiro espiritual. Arrumar a casa. Olhar para o essencial, para o lado simples da vida. Quiçá aprender a possibilidade de uma vida mais tranquila e mansa (em meio à agitação do vírus invisível). Ficar em casa. Higienizar-se. Já, já tudo isso passará e as pessoas voltarão a se encontrar. “Aqui se chora e se sofre. Todos. Só podemos sair desta situação juntos, como uma humanidade inteira”, disse o Papa Francisco. Portanto, deve-se “olhar para o outro com espírito de solidariedade” e se comportar em consequência.

Fica em casa. “Para cuidar de si. Para cuidar do outro. Por amor ao outro. Fica em casa. Novos planos, novas datas. Fica em casa. Por responsabilidade. É hora de pensar na comunidade. É hora de olhar além. De fazer o bem. Até ficar tudo bem de novo. Vai ficar tudo bem de novo. Mas por enquanto, é hora de ficar em casa. A sua empatia nunca foi tão necessária como agora”. (Edgard Abbehusen).

Seja bom o seu dia e abençoada a sua vida. Pax!!!

ÚLTIMAS DO AUTOR

#RezemosJuntos

  • 29/03/2020 04:38

Esperança

  • 15/03/2020 06:45

Itinerário quaresmal

  • 01/03/2020 06:07
Sandro Rogério dos Santos

Sandro Rogério dos Santos

Sandro Rogério dos Santos é pároco do Santuário Diocesano Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face, situado no Jardim Maracanã, em Presidente Prudente.

Contato: padre@santuariosantateresinha.com

PUBLICIDADE