José Reis - Jogo consiste em times de quatro jogadores, incluindo reserva

Foto: José Reis - Jogo consiste em times de quatro jogadores, incluindo reserva

PÓS-VIVÊNCIA

Festival segue neste domingo, no Sesc Thermas, com basquete 3x3

  • 24/02/2019 06:00
  • THIAGO MORELLO - Da Redação

Sol de 31ºC, rap tocando e equipes a se formar no gramado. O cenário era esse na manhã de ontem do Sesc Thermas de Presidente Prudente, minutos antes de dar início ao Festival de basquete 3x3 , que além do caráter competitivo veio para apresentar a modalidade àqueles que já curtem o modo tradicional do esporte. Hoje, das 9h às 15h, ainda segue o evento, com direito às finais das equipes.

É válido lembrar que, ao longo da semana, e com o objetivo de promover a reaproximação com um esporte normalmente restrito aos tempos de escola, a unidade realizou uma sequência de aulas abertas de basquete, nas quais os participantes de todas as idades puderam aprender noções básicas do jogo e colocá-las em prática. As vivências antecederam o festival de basquete 3x3.

Ou seja, antes de entrar em quadra, os participantes tiveram a chance de compreender que a modalidade 3x3 nada mais é que uma inspiração de diversas formas de basquete de rua praticadas em todo mundo, que é considerado o esporte urbano número um do planeta, como considerado pela própria CBB (Confederação Brasileira de Basquetebol). O jogo consiste em dois times de quatro jogadores, três titulares e um reserva, frente a frente, em meia quadra. A modalidade foi inclusa Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, em 2020.

O Igor Gonçalves, 19 anos, já sabia de tudo isso, mas foi lá mesmo assim para aprender ainda mais. E claro, competir, entrar em quadra, fazer cestas e ganhar, como ele mesmo diz. À reportagem, ele conta que a relação com o basquete vem desde os 10 anos, pelo menos no modo tradicional, mas há mais ou menos uns três ele conheceu o 3x3. “Foi uma inovação pra mim, pois pude conhecer uma variação mais de rua, mais pegada e jogada. Eu curti mais, tanto que geralmente treino ao longo da semana”, completa.

Treino esse que nem sempre é para competir, mas o festival apareceu e ele conta que não podia perder. “Foi uma maneira de avaliar, pôr em prática, trocar experiências com quem já pratica e conhece o basquete 3x3”, pontua.

Ou também trocar experiência com “quem não sabe nada”. O próprio David Garcia Ferrari, 26 anos, se considera dessa forma. Amante de esportes, ele garante que a participação no festival veio pela mera curiosidade de conhecer uma variação tradicional do basquete. “É diferente, mas o básico é o mesmo. Então quer gosta e quer jogar não precisa quebrar a cabeça. Tem que encarar”, completa.

Ele formou grupo com mais três amigos e foram até o local. E mesmo sem “saber nada”, garante que a ideia é jogar para ganhar. “Entender perfeitamente o esporte eu ainda não sei, mas de ganhar eu entendo”, brinca.

Serviço

Aberto para todo o público, o festival de basquete 3x3 também ocorre hoje, das 9h às 15h, no Sesc Thermas, localizado na Rua Alberto Peters , 111, no Jardim das Rosas.