Festas juninas unem tradição e solidariedade

05/06/2018 08:06:46

Foi dada a largada para as tradicionais festas juninas. Muito quentão, cachorro-quente, pastel, espetinho, pipoca, paçoca. O céu ganha cor com os fogos de artifício e salões são alegrados com as típicas danças juninas ensaiadas pelas turmas das escolas, igrejas e grupos de amigos. Quermesses começam a ganhar espaço nas redes sociais, nas páginas dos jornais. É tempo de festa e alegria.

Em pesquisas, foi possível encontrar duas explicações para a origem do termo “festa junina”. A primeira explica que surgiu em função das festividades, principalmente religiosas, que ocorriam, e ainda ocorrem, durante o mês de junho. Estas festas eram, e ainda são, em homenagem a três santos católicos: São João, São Pedro e Santo Antônio. Outra versão diz que o nome desta festa tem origem em países católicos da Europa e, portanto, seriam em homenagem apenas a São João. No princípio, a festa era chamada de Joanina.

Independente da sua origem, o que se pode afirmar, sem medo de errar, é que a maioria dos brasileiros gosta de uma festa típica e lota os locais que sediam eventos assim. O mais interessante é que boa parte das festas realizadas em Presidente Prudente e região, além de ter um fundo tradicional, visa a filantropia.

Muitas entidades de diversos segmentos aproveitam a oportunidade para idealizarem eventos juninos com os famosos bingos para angariarem fundos para seus projetos sociais. Uma maneira de unir diversão e solidariedade. De agradar o paladar brasileiro e desafogar as contas de entidades que sobrevivem, muitas vezes, apenas de doações. A “festança” é tão bem vista pela população, que nem sempre sobram datas para todos que querem realizar o evento, o que faz com que muitos agendem suas comemorações para o próximo mês. Assim, fica sendo “festa julhina”.

Solidariedade é um ato de bondade com o próximo ou um sentimento, uma união de simpatias, interesses ou propósitos entre os membros de um grupo. É esta união que resulta em lindas festas, com um bom lucro, voltado para tantas causas benéficas e importantes. As lojas que vendem produtos típicos, como alimentos e fogos de artifício, também comemoram a chegada do mês de junho e acreditam que a comercialização deve aumentar em até 30% nesta época.

Que o clima junino invada a todos e que, da mesma forma que o quentão aquece a alma de quem toma, a solidariedade envolva o coração de cada um para aproveitar a festa e colaborar com quem precisa.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste