Férias no Matarazzo atende 80 crianças diariamente

Projeto busca incentivar a literatura na infância e conta com sessões de cinema, oficinas de pintura e gincanas recreativas; iniciativa segue até o dia 27 deste mês

Beatriz Duarte - Especial para O Imparcial • 19/01/2018 13:36:17

. Foto: Marcio Oliveira, Atividades que fazem parte do “Férias no Matarazzo” buscam resgatar brincadeiras esquecidas

O clima era de festa, sorrisos e muita diversão para os pequenos de olhares curiosos, que participaram da Leitura Dramática com Cida Camargo, na tarde de ontem, no Centro Cultural Matarazzo. A atividade fez parte da programação Férias no Matarazzo – que segue até dia 27 -, e que tem como objetivo promover atividades saudáveis para crianças no período de recesso escolar.

Existente desde 2001, a açaõ é uma parceria do governo municipal, por meio da Biblioteca Infantil Benjamin Resende, em parceria com a Secult (Secretaria Municipal de Cultura). Em atividade desde o dia 15 de janeiro, o programa conta com a participação de 80 crianças todos os dias, e tem início às 14h, segundo a coordenadora da Biblioteca Municipal, Sônia Aparecida Costa Vilela, 50 anos.

Conforme a funcionária, o programa oferece atividades de leitura e cultura, sessões de cinema, oficinas de pintura, além de propor um resgate de brincadeiras conhecidas no passado, mas hoje em desuso. Para montar a programação, ela comenta que é levado em conta, a idade das crianças e opções de brincadeiras que sejam do interesse delas. “Todas as atividades são desenvolvidas são relacionadas à cultura, para incentivar o gosto pela a arte em geral. A intenção é tornar essas crianças, o futuro público-alvo do centro cultural”, diz.

Com ou sem o acompanhamento dos pais, Sônia ressalta que o importante é a felicidade das crianças em participar das atividades, além de prospectar uma vida fora do mundo online. “As crianças permanecem muito tempo utilizando equipamentos eletrônicos, e elas precisam de um pouco de contato com o mundo real”.

 

Fotos: Marcio Oliveira

Isabela Cândido participa do programa de férias desde os três anos      A atividade preferida de Catarina Cândido é correr e fazer pinturas

Isabela Cândido participa do programa de férias desde os três anos

A atividade preferida de Catarina Cândido é correr e fazer pinturas

  

Clarice Cândido leva as filhas para as atividades todos os anos

Cida Camargo busca aliar a literatura às técnicas de teatro

 

Quem soltou o Pum?

Em círculos, as crianças desbravaram a história de um cachorro chamado Pum, que passa por altas aventuras e incomoda muitas pessoas, dos autores Blandina Franco e José Carlos Lotto. O livro escolhido pela produtora cultural, Cida Camargo, de 54 anos foi uma forma de introduzir a leitura na vida dos participantes de forma leve e divertida.

Com a parceria há três anos, Cida já mantinha outros projetos no Centro Cultural Matarazzo para jovens e adultos, e enxergou no projeto de férias a oportunidade de se aprofundar no universo das crianças. “A leitura dramática, alia literatura a técnicas utilizadas no teatro, como linguagem corporal, dinâmica e dramatização”.

 

Diversão

Silvana Ventura Barbosa, funcionária pública, de 46 anos, é a mãe da pequena Vitória Barbosa de oito anos, que participou do projeto pela primeira vez nas férias de julho no ano passado e, pelo resultado positivo, não deixou de garantir a brincadeira em janeiro.

Segundo a mãe da participante, é importante participar dessas atividades para que as crianças tenham a oportunidade de interagir umas com as outras, já que nos meses de férias elas acabam longe dos amigos da escola e presos dentro de casa. “Aqui eles adquirem novos conhecimentos de forma leve”, frisa.

Acompanhante da filha na maioria das gincanas, a funcionária pública diz que mesmo com o trabalho e os serviços domésticos, ela faz o possível para poder estar nas atividades, pois acredita que as crianças sentem a necessidade da presença dos pais. “A Vitória gosta de tudo. Eu recomento para todas as famílias”.

Antiga de casa, a médica Clarisse Cândido Cordeiro, 43 anos, participa do projeto férias, desde que suas filhas, Catarina, oito anos e Isabela seis anos, tinham três anos, tanto nas férias de verão, como em julho. O contato com o Matarazzo começou com a participação ativa das meninas na Biblioteca Municipal localizada no centro cultural. “É uma forma diferente de lazer, além do contato com as outras crianças, é um tempo sem o uso dos produtos eletrônicos”.

Animada com a atividade de leitura e depois a gincana de recreação, Catarina Cândido Cordeiro afirma que quer participar de todas as férias. “Eu acho muito divertido, gosto de correr e brincar. O que eu mais gostei de fazer foi aprender a pintar em materiais recicláveis e conhecer novos amigos”.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste