Divulgação: Prestes a ser pai do primeiro filho, Felipe Araújo, consolida sua carreira com muito trabalho

Foto: Divulgação: Prestes a ser pai do primeiro filho, Felipe Araújo, consolida sua carreira com muito trabalho

Superprodução

Felipe Araújo lança segundo DVD “Por Inteiro”, pela Universal Music

A faixa “Atrasadinha”, com participação de Ferrugem, ficou durante três meses em primeiro lugar e atingiu aproximadamente 300 milhões de visualizações no youtube

  • 29/01/2019 08:00
  • OSLAINE SILVA - Da Redação

O cantor sertanejo goiano, Felipe Araújo, lança pela Universal Music e Eshow Produções, mais um projeto, “Por Inteiro”, gravado no Rio de Janeiro e com participações especiais de Léo Santana, Gis Matos, Ferrugem e Lan Lan. O cantor explica que para se chegar num todo de qualquer coisa existe uma metade. Eis o significado então do título deste seu segundo DVD produzido por Emmanoel Camargo, direção musical de Blenner Maycon e direção artística de Rafael Vannucci. O show de lançamento foi no dia 24 de janeiro, no Villa Country, em São Paulo. A faixa “Atrasadinha”, com Ferrugem, ficou durante três meses em primeiro lugar e atingiu aproximadamente 300 milhões de visualizações no youtube.

Para entender ainda melhor porque “Por Inteiro”, Felipe Araújo explica que o trabalho foi registrado em julho de 2018, tendo como cenário o YouTube Space, na capital carioca. O lançamento foi em duas etapas. Sendo a primeira metade lançada em setembro de 2018, e o álbum completo, no dia 18 de janeiro.

“Estou muito feliz com o resultado de um trabalho que fizemos durante mais de oito meses. Um DVD gravado em quatro ambientes diferentes para não ficar um trabalho estático, parado. Quisemos gerar conteúdo e a galera gostou. Confesso que estava com muito medo das pessoas não assimilarem, isso, mas assimilaram. O lançamento em duas metades foi primeiro por conta de ser gravado em quatro ambientes diferentes. E segundo conseguimos aproveitar aquele tempo, porque, hoje em dia as coisas são tão rápidas, e quando a gente lança um DVD com 20 faixas e às vezes a gente consegue trabalhar duas, três, quatro músicas e eu queria que as pessoas assimilassem por inteiro”, expõe Felipe.

No primeiro DVD, gravado em Goiânia em 2016, Felipe Araújo também contou com participações especiais de Jorge e Mateus, Simone e Simaria, Zezé Di Camargo & Luciano.

 

Cenários importantes

A escolha pelo Rio de Janeiro traz uma simbologia especial. Por isso, a divisão do registro em quatro cenários assinados pela designer Ludmilla Machado e conteúdos de Robson Raposa e direção de luz e fotografia de Paulo Lebrão. No primeiro, um palco aberto com o mar e o Museu do Amanhã ao fundo, exibe uma linha high tech do cartão postal em que os dois morros - o da Urca e o Pão de Açúcar - lembram o ‘M’ de música e a linha côncava que o som insinua. É a poesia ganhando forma na paisagem que se faz presente.

Outro cenário, um dos estúdios do mesmo YouTube Space, retrata o universo da Lapa e a sua boemia. Tudo isso em comparação ao toque sertanejo boêmio tão presente no celeiro musical de Goiânia e nos bares da velha e dançante Lapa. Para encerrar, no quarto cenário, a The Week, mudando o seu espaço para uma balada sertaneja. É aí que a concepção do DVD se entrega à proposta do local: a diversidade de gêneros, bandeira que se levanta no século da igualdade, fazendo assim uma analogia à característica mais forte do sertanejo, que reúne todos os gêneros deste democrático país musical. É funk com viola que se fala? É samba e pagode com sertanejo, axé e pop com moda “xonada”... Enfim, a variedade de gêneros a que o novo mundo se rende em tons e sons.

 

Depois do acidente do Cristiano, meu pai que sempre quis que eu seguisse carreira solo, me pediu isso. Não tive como não ceder”

Felipe Araújo

Cantor

 

Representando o acústico, um fundo em que a topografia da cidade ganha traços de giz fazendo alusão à beleza do local, da natureza, e do Cristo Redentor abrindo os braços para o sertanejo.

“É nesse contexto que o meu novo DVD buscou as quatro locações distintas dentro do YouTube Space para que, cada uma, com sua peculiaridade e cor, dentro de um mesmo produto e com a simbologia que a música sertaneja representa, eu pudesse mostrar a minha essência ao dividir vozes e cenas com Ferrugem, Léo Santana, Gis e Lan Lan”, afirma Felipe Araújo.

 

As metades de “Por Inteiro”:

Justamente pelo seu conceito e pelo bem elaborado repertório, o DVD foi estrategicamente dividido em duas partes.  Sob o comando de Fernando Trevisan, o Catatau, o repertório também conta com faixas como “Aerocorpo”, “Amor Rima com Dor”, “A Mala é Falsa” (que já atingiu 1 bilhão de visualizações no YouTube), “Amor da Sua Cama”, “Namorar Nóis Não Namora”,  “Tecladinho”, “Bêbado mais Bêbado” , “Já me Conformei”, “Deixa eu te Perguntar”, “Amor Vencido” e “Deixa Ela Achar”.

Ciente da importância que os compositores escolhidos têm na sua trajetória, Felipe enaltece as obras de Thalles Lessa, Waleria Leão, Maycon Melo, Bruno Mandioca, Henrique Castro e Diego Barão.  Ele próprio também assina algumas canções. “Tenho sempre que agradecer a todos os compositores que mandaram suas obras para minhas audições e tenho certeza de que faremos de tudo para ser o melhor repertório da minha carreira. Antes desta entrevista estava ao telefone com um dos compositores de ‘Atrasadinha’ fechando mais uma parceria. Ainda este ano, se deus quiser teremos mais um lançamento”, celebra o ídolo.

 

YouTube Space

Suas instalações funcionam no Armazém 1 do cais da Gamboa, no bairro da Saúde, zona central do Rio de Janeiro. Com cerca de 3 mil m², o espaço gerido pelo YouTube conta com três estúdios, áreas de convivência, equipamentos de captação de áudio, equipamentos de realidade virtual e câmeras 360º, 4K e de cinema. Para canais iniciantes, são oferecidos de três a quatro workshops diariamente voltados para a estruturação da forma e do conteúdo das produções, para a criação de engajamento com fãs e para o desenvolvimento de habilidades técnicas, como iluminação e filmagem.

No contexto geral, conforme a AI da Universal, unindo gravadora, empresários, produtores, convidados, cenário e... Em se tratando de Felipe Araújo, os fãs sempre sabem que vem mais. E, agora, “Por Inteiro”!

 

Dor da saudade

Não é nada bom falar sobre, mas como foi começar ou recomeçar depois da partida do seu irmão?

Foi um momento da minha vida em que eu precisava ser forte ou ser forte. Eu precisava dar força, suporte à minha família, que estava sofrendo e ainda tinha que ouvir inverdades de alguns que não sabiam o que estavam dizendo, mas com certeza a música, que eu já vinha cantando desde os 15 anos, ajudou a amenizar um pouco. Além de muitas pessoas queridas que me ajudaram. Sentimos muita falta dele até hoje. Aliás, sempre sentiremos”, comenta o cantor acentuando que o irmão sempre foi sua maior inspiração e a carreira solo, depois de sua morte trágica, surgiu a partir de um pedido de seu pai.

Sobre sua voz parecer com a do seu irmão ele confessa que não acha tanto assim como as pessoas dizem. E menciona um cantor chamado Gabriel Mendes. Esse sim tem a voz idêntica a do meu irmão. Outro dia estava ouvindo tocar uma música do Cristiano e ai comentei que não lembrava dele ter gravado aquela música não. Quando terminou, falaram o nome do Gabriel Mendes. A voz é idêntica a do meu irmão”, garante o sertanejo.

O cantor diz que o cotidiano está bem corrido. Trabalhando muito, todos os dias, praticamente não tendo tempo para descansar nem ficar com a família, mas tem valido muito a pena, pois tem conseguido levar a sua música para o maior número de pessoas. O que foi sempre seu objetivo.

À espera do primeiro filho, Miguel, que nasce o mês que vem, Felipe ressalta que está muito feliz, ansioso com nova etapa da vida.

 

Como tudo começou

Felipe Araújo conta que começou a cantar em 2010/2011 com a dupla que durou três anos, João Pedro & Felipe, com destaque para a canção “Arrocha com Tequila”. Depois fez dupla com o Zé Neto, por seis meses. Ele diz que sempre foi uma pessoa que não conseguia ficar parado e aos 15 anos começou a bater nas portas dos bares pedindo para tocar. Muitos mal ouviam. Até que uma porta foi aberta e durante alguns meses ele tocava escondido do seu pai porque tinha vergonha. “Quando o Cristiano descobriu me perguntou por que eu nunca tinha contado pra ele. Porque eu não pedi para cantar com ele. Eu não sei porque, mas tinha vergonha deles [risos]. Depois do acidente do Cristiano, meu pai que sempre quis que eu seguisse carreira solo, me pediu isso. Não tive como não ceder”, lembra.

 

Com AI Universal Music