Histórico

Exposição resgata prudentinos da Revolução de 32 até dia 15

Armamentos usados, objetos, fardas e fotos do movimento constitucionalista podem ser vistos até o dia 15, na ala nova do Prudenshopping

IVE CAROLINE - Da Reportagem Local • 12/11/2017 03:04:25

Foto: Marcio Oliveira, Exposição revive batalhão prudentino na Revolução Constitucionalista de 1932

Os prudentinos que participaram da Revolução Constitucionalista de 1932 são reconhecidos em uma exposição alusiva ao conflito, que completou 85 anos em 2017. A exposição, realizada pelo Comando de Policiamento do Interior-8 em parceria com a Prefeitura e a Sociedade Veteranos de 32-MMDC – Núcleo, pode ser visitada até o dia 15 de novembro, na ala nova do Prudenshopping. Por meio de retratos, fardamentos, objetos e armamentos, segundo o tenente Thiago César, a mostra, objetiva “ressaltar a importância da luta e reviver os bravos personagens do município, principalmente por ser o ano em que Presidente Prudente comemorou seu centenário”, explica.

E acrescenta: “É uma maneira de destacarmos a bravura destes combatentes de Prudente e fundamentarmos a importância histórica tanto deles, quanto da Revolução. Nosso intuito é que o público, principalmente os jovens, tenha contato com este material e entendam a importância que ele representa”.

De acordo com o tenente, por um lado, a exposição retrata a fundação e o desenvolvimento regional e, do outro, o restabelecimento da democracia no Brasil por meio dos movimentos cívico-militares.

“Quando a Revolução aconteceu, Prudente tinha só 15 anos de “vida”, e formou um batalhão de voluntários para defender a justiça e a liberdade, pregada na capital paulista. Comandados pelo Coronel Miguel Brisola de Oliveira, mais de mil homens defenderam o estado contra as forças opressoras, às margens do Rio Paranapanema. Muitos prudentinos perderam suas vidas, como o tenente Nicolau Maffei, e por isto precisamos retratar e trazer aos olhos do público tudo o que eles fizeram e enfrentaram”, conta.

Nos arredores da cidade, conforme o tenente, é possível encontrar honrarias aos combatentes, como a Praça Nove de Julho, as ruas Tenente Nicolau Maffei, Casemiro Dias e Sargento Firmino Leão, e do Parque de Uso Múltiplo, que leva o Coronel Brisola em seu título.

Peças históricas podem ser vistas na exposição, de acordo com o oficial, como dois tijolos e uma telha, todos franceses, que fizeram parte das construções dos quartéis militares durante o ápice da revolta contra o governo federal da época.

“São homenagens que mostram não só reconhecimento, mas também a gratidão que a cidade e o Estado têm por estes homens que estiveram nas trincheiras de combate e marcaram o pleito de heroísmo que agora está perpetuado na cidade”, finaliza.

 

 

Serviço

Exposição Revolução Constitucional

Dia: até 15 de novembro

Horário: Segunda a sábado, das 10 às 22h e domingos e feriados, das 14h às 20h

Local: ala nova do Prudenshopping

Grátis

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste