Acesso à cultura

Estação da Língua Portuguesa chega a Prudente

Recorte do Museu que fica em SP desembarca no oeste paulista na quarta-feira para a última parada de 2018 do projeto itinerante

GABRIEL BUOSI - Da Redação • 21/10/2018 05:33:00

. Foto: Assessoria de Imprensa: Estação da Língua Portuguesa abre atividades ao público do oeste paulista na quarta

Os moradores do oeste paulista, a partir de quarta-feira, terão a oportunidade de ter contato com parte do acervo do Museu da Língua Portuguesa. É que uma exposição, intitulada de Estação da Língua Portuguesa, chega ao Centro Cultural Matarazzo, em Presidente Prudente, com a expectativa de receber pelo menos 10 mil pessoas e expandir o acesso à cultura. A mostra é gratuita, contará com recursos tecnológicos, interativos, som, imagem e acessibilidade para contar sobre a história da Língua Portuguesa. Conforme o arquiteto e sócio da Arquiprom, produtora do projeto, Fernando Arouca, a intenção é a de inserir a cultura dos museus no dia a dia da população, e levar o conhecimento de um material que é rico em informações, além de criar e cativar um novo público. “Já temos um grande número de solicitações de agendamentos, inclusive de cidades vizinhas, e o evento tem tudo para ser um sucesso”, lembra.

Segundo a organização da Estação da Língua Portuguesa, a mostra itinerante ficará em Presidente Prudente entre os dias 24 de outubro, quarta-feira, e primeiro de dezembro, com entrada gratuita. Com mais de 50 mil visitantes nas primeiras paradas, que ocorreu, respectivamente, nas cidades paulistas de Tatuí, Santos, Rio Claro, Taubaté, São Carlos e Bauru, o projeto chega ao oeste paulista e marca a sua última parada do ano de 2018. “Começamos a montar esse trabalho junto com o museu há cinco anos, pois havia muita demanda do interior, frente às dificuldades que muitos encontravam em se deslocar até São Paulo. Desta forma, pensamos em fazer um recorte da exposição que há no museu e levar às pessoas do interior do Estado”, esclarece Fernando.

Sobre a escolha do oeste paulista como sede para o evento, ele esclarece que a intenção ao escolher as sete cidades que receberiam a mostra neste ano, era a de levar a todas as regiões o material, sendo que a região de Presidente Prudente seria uma das que possibilitariam um vasto acesso, inclusive das cidades vizinhas. “Penso que o principal objetivo é o de tentar criar um novo público aos museus, visto que há certa dificuldade em relação a essa inserção no Brasil. A partir do momento que você leva para o público esse acervo que já é reconhecido, você é bem recebido e mostra a qualidade do acervo, o que fomenta essa cultura”. Em Presidente Prudente são esperadas pelo menos 10 mil pessoas.

Na mostra, conforme a organização, um totem com painéis que apresentam uma prévia do conteúdo da exposição será exposto, haverá um espaço “Mundo Lusófono” e um mapa do mundo com acessibilidade, com informações sobre os países que falam português em Braille (programação no Box). Já nas apresentações dos vídeos: Culinária e Dança, a Linha do Tempo e os Falares Paulistas, o público poderá contar com recursos de leitura em Libras. A mostra será aberta para convidados no dia 23 de outubro às 19h, e para o público no dia seguinte, quarta-feira, às 8h30, até 1º de dezembro.

O horário de visitas é de segunda a sábado, das 8h30 às 20h. Grupos de escolas podem se inscrever para visitas monitoradas, mediante agendamento pelo telefone (18) 3226-3399 ou pelo e-mail difusao@culturapp.com.br. O evento é uma realização do Ministério da Cultura, do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura do Estado, e da Arquiprom, proponente e produtora do projeto.

 

 

A Estação da Língua Portuguesa

 

- Na área externa, a Torre Estação da Língua Portuguesa dá boas-vindas aos visitantes. Em As Origens, uma instalação cenográfica remete à ideia de estação ferroviária e de viagem de trem. Versos de Fernando Pessoa, Carlos Drummond de Andrade e Arnaldo Antunes, iluminados com LED em um painel metálico, convidam o público a entrar na exposição.

- A viagem do idioma começa com um vídeo animação que mostra a formação da Língua Portuguesa e as rotas marítimas dos portugueses, que levaram o idioma para outras terras.

- O vídeo Sotaques, com texto "O paraíso são os outros", de Valter Hugo Mãe, abre o módulo “O que nos une” - ala composta por um painel interativo giratório, que apresenta dados dos países que fazem parte da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa). São eles: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.

- O Desembarque reproduz a Linha do Tempo do Museu da Língua Portuguesa com a construção do idioma no Brasil, desde a chegada dos portugueses e o primeiro contato com as línguas indígenas até os dias de hoje.

- Na ala “Os trilhos”, três monitores touchscreen mostram palavras que vieram de outros povos e foram incorporadas ao português brasileiro.

- Espaço Lusófono, especialmente dedicado aos professores, é composto pelo vídeo “Raiz Lusa”, no qual especialistas falam sobre a construção da Língua Portuguesa.

- Vídeos que compõem o acervo da Grande Galeria do Museu da Língua Portuguesa são apresentados no módulo O Mundo da Língua. Nele, o visitante termina sua viagem assistindo aos vídeos “Culinária” e “Danças”, que mostram a relação entre língua e cultura.

 

Fonte: Organização do evento

 

 

 

 

(((SAIBA MAIS)))

Em dez anos de funcionamento, o Museu da Língua Portuguesa recebeu cerca de quatro milhões de visitantes. Primeiro do mundo totalmente dedicado a um idioma, trouxe ao país um novo conceito museográfico, que alia tecnologia e educação. Em 2015 foi atingido por um incêndio, em dezembro, e atualmente está em fase de reconstrução. A obra está dividida em três etapas: o restauro das fachadas (concluída) e da reconstrução da cobertura do edifício (concluída), o restauro dos pátios e torreões, a obra do interior do prédio.

 

Fonte: Organização do evento

 

 

(((SERVIÇO)))

 

Estação da Língua Portuguesa em Presidente Prudente

 

Data: de 24 de outubro a 1 de dezembro

Horário: segunda a sábado, das 8h30 às 20h

Local: Centro Cultural Matarazzo /  Rua Quintino Bocaiúva, 749 - Vila Marcondes

Entrada: gratuita

Agendamento de visitas monitoradas: (18) 3226-3399 ou pelo e-mail difusao@culturapp.com.br.

 

 

 

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste