Casos emblemáticos

Estação Cultura sedia mostra do Ministério Público

"Retratos da Cidadania" possui 17 obras de arte e fica em cartaz até março, há releituras de casos de Presidente Prudente

Da Redação • 03/02/2018 12:18:19

O Estação Cultura, novo espaço expositivo da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, localizado na sede do órgão (Rua Mauá, 51 – Luz), apresenta a exposição Retratos da Cidadania: arte e obras do Ministério Público. A entrada é gratuita e a mostra fica em cartaz até dia 9 de março. “É a primeira de muitas parcerias que esperamos realizar com o Ministério Público de São Paulo, que faz um incrível trabalho na defesa dos direitos da cidadania. Entre as funções da arte está a de expor as feridas da sociedade, gerando um diálogo que leve o espectador a refletir sobre essas questões”, afirma o secretário da Cultura do Estado, José Luiz Penna. Entre as obras, os relatos de catadores de material reciclável que deixaram a invisibilidade após a extinção do lixão de Presidente Prudente e consequente abertura de um aterro controlado.

Produzida em parceria com a agência VML (parceira pró-bono do MPSP desde 2013), a exposição conta com 17 obras de artistas paulistas que se inspiraram em entrevistas de promotores de Justiça, cidadãos e especialistas na composição de seus trabalhos, feitos em telas e esculturas. Integram a mostra os artistas Lygia Pires, Pedro Luis Soares, Bernardo Abreu, Nathália Marçal, Henrique Campeã, Alberto Lazarini, Hiram Denf, Gabriel Coimbra, Rodolfo Martins, Henrique Cencini, Carol Coimbra, Feppa Rodrigues, Shun Izumi, Julia Belik, Debora Seiva, Pedro Drunska e Vinícius Marada.

Foram feitas releituras de casos emblemáticos que demonstram a parceria entre o Ministério Público e a população, tais como o retorno para os cofres públicos do dinheiro desviado pelo ex-prefeito Paulo Maluf, o impulso à construção de mais de 85 mil vagas em creches, a operação que gerou a prisão da ex-prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera, e o fim de um programa ilegal de retirada de rins de cadáveres (lista completa mais adiante).

"Essa exposição é uma verdadeira prestação de contas, criada a partir da sensibilidade desses grandes artistas e do trabalho do Ministério Público em favor da sociedade", diz o Procurador-Geral de Justiça, Gianpaolo Smanio.

Os visitantes também podem assistir a todas as entrevistas que serviram de inspiração para os artistas. Histórias como a de mulheres atendidas pelo projeto Guardiã Maria da Penha, programa de proteção de mulheres vítimas de violência doméstica; o trabalho de combate à crise hídrica no estado de São Paulo; os relatos de catadores de material reciclável que deixaram a invisibilidade após a extinção do lixão de Presidente Prudente e consequente abertura de um aterro controlado; a história de crianças, jovens e adultos que conquistaram o nome de seus pais por meio do projeto Encontre Seu Pai Aqui; a família que conquistou um CEP com a urbanização de uma favela em Itaquaquecetuba; e muitas outras. 

A escolha dos artistas e a curadoria da exposição foram realizadas pela agência VML e a impressão e montagem das artes pela BPrint Comunicação Visual, que atuaram de forma voluntária. 

Confira detalhes das obras expostas em “Retratos da Cidadania” no link: goo.gl/VdQHMu

 

Saiba Mais

Presidente Prudente

Extinção de Lixão de Presidente Prudente

Artista: Albert Lazarini

Depois de mais de 20 anos de existência do lixão em Presidente Prudente, local onde havia danos à saúde da população e ao meio ambiente, em 2009 foi firmado o TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) entre o Ministério Público e a Prefeitura de Presidente Prudente, que se comprometeu a dar um destino qualificado com o espalhamento e a compactação de forma correta. Em novembro de 2016 a Prefeitura realizou o encerramento do lixão com início do aterro controlado. Mais do que uma mudança de caráter ambiental, o trabalho se dirigiu às pessoas que circundavam o lixão e representou o enfrentamento a péssimas condições de trabalho dos catadores da cidade, que hoje se organizaram em cooperativa e têm uma nova inserção na sociedade.

Com AI

 

Serviço

Retratos da Cidadania: arte e obras do Ministério Público

Em cartaz até 9 de março de 2018

Local: Estação Cultura – Rua Mauá, 51

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste