José Reis - Após queda parcial do muro, equipe da Prefeitura esteve no local e limpou área atingida

Foto: José Reis - Após queda parcial do muro, equipe da Prefeitura esteve no local e limpou área atingida

MANUTENÇÃO

Escolas danificadas pela chuva são avaliadas

Manhã de ontem foi de limpeza em duas unidades escolares municipais onde houve registros de queda parcial de muro e escorrimento de água; aulas não foram suspensas

  • 28/02/2019 05:21
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

Depois da chuva intensa que precipitou sobre a região durante toda a terça-feira, a manhã de ontem foi de trabalho intensificado para avaliar os danos e planejar os reparos diante dos estragos causados em instalações físicas, principalmente em duas unidades escolares municipais em Presidente Prudente. Nos locais houve registro de queda de muro, escorrimento de água da chuva pela laje de salas de aula e refeitório, o que resultou em remanejamento de alguns estudantes para outros ambientes. Apesar disso, não houve suspensão de aulas e os trabalhos seguiram normalmente.

Na Escola Municipal Erika Portella Rodrigues, localizada na Rua Clóvis Cândido Rodrigues, Jardim Itapuã, houve escorrimento de água para dentro de duas salas de aula, bem como em parte do refeitório, depois que a laje da estrutura encheu de água da chuva. Por conta disso, houve remanejamento dos alunos para as demais salas momentaneamente, mas, as atividades não foram suspensas. “Houve diálogo com os pais e eles optaram por não mandar as crianças hoje [ontem] por questões de segurança, já que não sabemos se pode ou não chover novamente. Porém, cerca de 20 crianças compareceram e tiveram o dia normal com as atividades, e as refeições também foram servidas”, explica Célia Tatussi de Oliveira, diretora da unidade.

A instituição atende aproximadamente 140 crianças - berçário, maternal e pré-escola. Conforme a Secom (Secretaria Municipal de Comunicação), a gestão da escola é compartilhada com a Associação Adolpho Bezerra de Meneses, e os reparos no prédio ficarão a cargo da instituição. Já na manhã de ontem, segundo a direção escolar, a limpeza nas salas de aula já haviam sido feitas, e reparos elétricos estavam sendo finalizados para trazer segurança aos trabalhadores e usuários.

Limpeza e obras

Como noticiado na edição de ontem, na Escola Municipal Coronel José Soares Marcondes, localizada na Rua Capitão Walter Ribeiro, Vila Jesus, um muro de aproximadamente 12 metros cedeu por conta da umidade causada pela chuva. Logo nas primeiras horas da manhã de ontem, equipes da Sosp (Secretaria Municipal de Obras e Serviços) estiveram nas imediações da unidade escolar para a limpeza do espaço e início da reconstrução do muro. Por estar em uma área externa e afastada das salas de aula, a queda de parte do muro não resultou em prejuízo aos alunos e equipe. Desta forma, as aulas continuaram normalmente.