INTERAÇÃO

Equipe Anas4Run promove corrida em prol a Apae

Com premiação para todas as cinco categorias, evento ocorre dia 4, em Santo Anastácio

JULHIA MARQUETI - Especial para O Imparcial • 28/10/2018 06:11:00

Com o objetivo de trabalhar a inclusão no esporte e em prol a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), a equipe de corrida Anas4Run promove na manhã do dia 4 a segunda edição da Corrida de Rua de Santo Anastácio. Aberta para toda a população, o evento disponibiliza quatro categorias para correr ou caminhar, sendo morador, militar, deficiente e por idade, indo de cinco em cinco anos. Divididas em feminino e masculino, a premiação é feita do 1° ao 5° colocado em modo geral, militar e morador de Santo Anastácio, e do 1° ao 3° para os deficientes e por idade. Além disso, será dado como prêmio de participação flores às mulheres e champanhe aos homens que marcarem presença.

O início da programação tem data marcada para um dia antes da atividade, quando ocorre a entrega dos kits para aqueles que realizaram a inscrição até o dia 24 de outubro, seguindo até dia 4. “A gente tem a programação formal, que é o hino nacional, o alongamento, a largada com os motoqueiros, às 8h30, e após a corrida temos uma apresentação e a entrega dos prêmios”, explica um dos organizadores, Lucas Santos do Amaral.

Segundo ele, a ideia da corrida começou a ser pensada e levada a sério no ano passado, quando conseguiram realizar a primeira edição da corrida. “Percebemos que começamos a participar de eventos fora e sentimos a falta de um evento desse em nosso município. Então começamos a fazer reunião, amadurecer a ideia e conseguimos realizar o evento. E nesse ano fizemos questão de dar continuidade”, destaca.

Buscando trabalhar a inclusão, Lucas espera aproximadamente 300 participantes no evento, principalmente pelo fato de haver duas opções. “Por isso colocamos a caminhada e a corrida, porque aqueles que não conseguem correr, nós sabemos que conseguem caminhar, então é para todos participarem”, afirma.

Além disso, Lucas destaca a importância de ajudar o próximo, já que o evento terá revertido todo o valor da inscrição, mais 1kg de alimento de cada participante, para a Apae da cidade. “Desde a nossa formação, a gente batalha por essa causa. Mostrar que é possível fazer um movimento com os deficientes e também ajudar a Apae e estimular a participação das pessoas no atletismo, seja caminhando, seja correndo. Ajudando o próximo, também, escolhemos uma instituição para apadrinhar, como nesse ano é a Apae”, pontua.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste