Envio das declarações do IRPF 2018 começa hoje

Em escritórios de PP, contadores atendem cerca de 200 a 400 contribuintes nessa época e aconselham procura com antecedência

BEATRIZ DUARTE - Especial para O Imparcial • 01/03/2018 13:02:44

. Foto: José Reis, Declarações podem ser enviadas entre hoje e o dia 30 de abril, através do programa

Tem início hoje e segue até às 23h59 do dia 30 de abril, o prazo para entrega da declaração do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física) 2018, através do programa disponibilizado no site oficial da Receita Federal do Brasil (receita.fazenda.gov.br). Em Presidente Prudente, onde 45.072 entregas estão previstas neste ano, os escritórios de contabilidade já estão preparados para atender a grande busca pelo serviço.

No escritório Arco-íris, o responsável pelo serviço, Silvio Sérgio Chiebao, comenta que já existe procura para a declaração do IRPF logo nos primeiros dias do prazo e que isso acontece devido ao trabalho de divulgação das mídias.

Neste período, o estabelecimento atende cerca de 400 pessoas, contudo, segundo Silvio, em 2018 a procura pela prestação do serviço pode ser maior, pois o governo não aumentou a tabela do imposto de renda, que é de R$ 28.559,70 (valor da renda tributável no ano), o que oriunda um número elevado de contribuintes. Para os contribuintes que fazem a declaração com antecedência, o benefício é ser um dos primeiros na fila da restituição, assim como os aposentados e pessoas deficientes, que possuem preferência. Segundo ele, o valor cobrado no escritório é variável de acordo com a fonte de renda de cada cliente, mas possui a média é de R$ 150. “Geralmente são os clientes do nosso escritório, então tentamos fazer um preço acessível”.

Já no escritório Sawil, o contador Sérgio Turuta conta que a maior parte dos contribuintes que realizam a declaração nesta época é composta pelos clientes fixos da empresa que utilizam outros serviços no decorrer do ano. Com cerca de 400 declarações enviadas no período, o valor varia segundo a quantidade da fonte de renda, complexidade da atividade e outros fatores. “Algo simples, como um informe de rendimento gira em torno de R$ 150. Em outras situações, como no caso de médicos, que precisam declarar o livro-caixa mensalmente, esse valor pode chegar até R$ 2 mil”.

Para ele, apesar do programa da Receita ser autoexplicativo, quando o cidadão deixa para fazer o serviço em casa, pode passar por alguma confusão em relação ao conhecimento da legislação que trata sobre a tributação, que regula compra e venda, informe de rendimentos e recebimento de herança. “Com o passar dos anos, algumas pessoas passaram a declarar sozinhas, pela questão de aprendizado, mas outras ainda preferem contar com um especialista por conta das burocracias”.

Weverson José Juarez, sócio do escritório Soma, relata que desde 23 de fevereiro, já existem clientes em busca do serviço, com questões sobre documentação e mudanças. Contudo, ele explica que essa procura antecipada é minoria em relação ao total de contribuintes, cerca de 20%. “Muitos ainda deixam para o prazo final, e o risco pode ser a falta papéis exigidos, e posteriormente a necessidade de uma retificadora, o que gera um custo maior”. O contador atende cerca de 200 contribuintes e o a média de serviço varia entre R$ 100 e R$ 300.

 

Como passar dos anos, algumas pessoas passaram a declarar sozinhas, pela questão de aprendizado, mas outras ainda preferem contar com um especialista por conta das burocracias

Sérgio Turuta,

contador

 

MUDANÇAS E NOVIDADES SOBRE A DIRPF 2018

A Receita Federal anunciou as mudanças e novas regras da DIRPF (Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física) em 2018. Entre as novidades apresentadas, estão o maior detalhamento dos bens, a obrigatoriedade de informação de CPF de dependentes a partir dos 8 anos completados até 31/12/2017, e o painel inicial contendo informações das fichas que poderão ser mais relevantes para o contribuinte durante o preenchimento da declaração, baseado no que foi utilizado na declaração anterior. Com relação ao maior detalhamento dos bens, dependendo da natureza de cada bem, serão solicitadas informações complementares. O programa Meu Imposto de Renda substituirá o m-IRPF, a retificadora on-line e o rascunho, permitindo o preenchimento de declarações do IRPF 2018, originais e retificadoras. O APP estará disponível nas lojas para aplicativos de celular/tablet e no e-CAC (Centro Virtual de Atendimento) para computadores.

 

SAIBA MAIS

FORMAS DE ELABORAR A DIRPF 2018:

- computador, por meio do Programa Gerador da Declaração IRPF2018, que estará disponível no site http://rfb.gov.br ou mediante acesso ao serviço Meu Imposto de Renda, disponível no e-CAC, com o uso de certificado digital;

- dispositivos móveis, tais como tablets e smartphones, mediante acesso ao serviço Meu Imposto de Renda, acessado por meio do aplicativo Meu Imposto de Renda.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste