Empresa Uber abre cadastro para motoristas em PP

Prudente

| ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

Desde a terça-feira, a empresa Uber abriu cadastro em Presidente Prudente ao interessado em se tornar um motorista parceiro. Os condutores podem escolher quando e quanto dirigir, o que possibilita uma renda complementar ou integral. Por meio de um aplicativo de celular, o motorista recebe a notificação para buscar um passageiro e ganha avaliações de acordo com o seu desempenho profissional. O prefeito Nelson Roberto Bugalho (PTB) acredita que o aplicativo trará benefícios econômicos para os usuários que utilizarem o serviço. O Sindicato dos Taxistas Autônomos, Caminhoneiros Autônomos e Transportadores Autônomos de Passageiros assegura que levantará bandeira contra a operação na cidade.

O chefe do Executivo afirma que o aplicativo Uber será viável e acrescenta que utiliza o serviço quando viaja para grandes centros que são adeptos ao programa. Em relação aos benefícios econômicos para a cidade, Bugalho afirma não ter respostas, mas admite que o usuário é o maior beneficiado. “Essa é uma realidade difícil de ignorar e os motoristas de táxis convencionais precisam aprender a conviver com isso”, esclarece.

Sobre questões como alvará e pagamentos de impostos por parte dos motoristas do aplicativo, o prefeito diz que será preciso fazer um estudo sobre isso e “ver como o assunto está sendo tratado em outras cidades com o mesmo porte de Prudente” a fim de buscar a melhor forma para tomar uma posição. Bugalho acredita que, de início, as frotas de táxis convencionais sentiriam a diferença no número de clientes, mas salienta que os usuários de Uber não seriam os mesmos que os de táxis comuns.

 

Não ao Uber!

De acordo com Natal Aparecido Brunholi, presidente do Sindicato dos Taxistas Autônomos, Caminhoneiros Autônomos e Transportadores Autônomos de Passageiros de Presidente Prudente e região, a entidade é contra o transporte, que considera irregular. Ele espera que se o Uber for instalado “vai ser preciso que ele torne-se legalizado e que os motoristas paguem toda a taxa e regulamentação assim como os demais taxistas”. Natal expõe que “os nossos condutores participam de cursos para trabalhar e iremos lutar para não ter Uber em Prudente”.

O taxista José Valmir de Oliveira, 66 anos, acredita que a vinda da frota à cidade implicará na perda de seus clientes, até mesmo aqueles que já estão com ele há mais de dez anos. “Meu trabalho será prejudicado por conta de motoristas que não são éticos, mas que estão no exercício da profissão”, lamenta. Para o colega de trabalho, Vicente Roberto Ribeiro, 63 anos, os motoristas do aplicativo podem trabalhar tranquilamente, desde que paguem impostos.

Há um ano e três meses na frota de taxistas de Prudente, Aparecido Antônio Ferrete, 68 anos, diz que no centro da cidade, é possível encontrar muitos motoristas parados porque as pessoas trocaram o serviço pelo transporte público. “A falta de profissionalismo dos novos condutores será o maior desafio para o Uber”, finaliza.

 

SERVIÇO

Os interessados em trabalhar com a empresa Uber devem acessar o site www.uber.com/dirija e fazer o cadastro. Em um campo indicado, será necessário incluir a CHN com a observação EAR (Exerce Atividade Remunerada) – para conseguir essa observação basta procurar o posto do Detran-SP (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo). É preciso cadastrar o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos) que cumpra os pré-requisitos; sendo modelo 2008 ou mais novo, com quatro portas e ar-condicionado. O carro pode ser alugado diretamente com as locadoras com valores a partir de R$ 1,3 mil por mês.

Comente com o editor

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste