José Reis - Feira faz parte do Projeto Florestar e ocorre desde fevereiro no Sesc

Foto: José Reis - Feira faz parte do Projeto Florestar e ocorre desde fevereiro no Sesc

PROJETO FLORESTAR

Em sua 4ª edição, feira apresenta produção familiar e agroecológica

  • 19/05/2019 06:00
  • GABRIEL BUOSI - Da Redação

Valorizar a produção familiar, local e sustentável. Esse é o objetivo da Mostra de Produtos Agroecológicos do Sesc Thermas de Presidente Prudente, que  ontem, chegou à quarta edição nesse ano. A feira, que integra o Projeto Florestar, oportuniza os produtores e artesãos locais a exibirem seus produtos.

A ideia central da feira, como dito pela técnica responsável pela programação de sustentabilidade do Sesc, Cristiane Moreira, é que o efetivo possa abordar a agroecologia, “que está em crescimento no mundo trazendo mudanças tecnológicas e filosóficas na agricultura, propondo respeito à natureza, harmonia com a agricultura e a minimização do uso de agrotóxicos”. Dentro disso, ocorre a exposição da agricultura familiar.

Veterana em exposições, a cozinheira Maria Dolores traz à mostra a produção familiar e artesanal de alimentos. No local, ela vende compotas de frutos e legumes, como batata e tomate seco. “É um trabalho importante, que ajuda a gente mostrar todo o efetivo produzido em casa”, completa. Há quatro anos ela produz e comercializa os itens em feiras e mostras.

Questionada sobre o retorno, Maria garante que ele ocorre, seja financeiramente ou pela gratificação de ver o trabalho sendo reconhecido. E no caso da Ivonete Alves, professora e artista, esse retorno ocorre também no processo de “educomunicação”. Isso porque, além de expor artesanatos como bonecas, chaveiros e comidas veganas advindas da produção familiar, ainda cabe espaço para o aprender. Ademais, tudo é produzido com materiais recicláveis.

Precursores do Mocambo Nzinga Afrobrasil-Arte, Ivonete e o marido trazem, nas entrelinhas, nos detalhes dos trabalhos e no diálogo, a cultura afro-brasileira. “É importante, pois a feira abre um espaço para que isso seja desenvolvido, não só a comercialização, mas para abrir bate-papo com a comunidade, sobre a importância de debater assuntos como o racismo, antirracismo”, pontua. Ela conta ainda que a comercialização veio pela necessidade de manter um projeto com o cunho cultural que é desenvolvido por eles e atende crianças. 

Projeto FlorestarO Projeto Florestar, desenvolvido na unidade local de forma pioneira, tem como objetivo valorizar as áreas verdes urbanas ao efetivar, através do intercâmbio de saberes, de experiências sensoriais, do lazer e da convivência, seu potencial educador, promovendo relações qualificadas com o meio ambiente, conforme destacado pelo próprio serviço.