José Reis - Câmeras foram instaladas em período de teste e deverão contribuir para segurança

Foto: José Reis - Câmeras foram instaladas em período de teste e deverão contribuir para segurança

SEGURANÇA PÚBLICA

Em fase de testes, PP começa monitoramento com 7 câmeras

Em período de testes, sete dispositivos foram colocados em diferentes localidades; sistema instalado permite a identificação facial e de placas de veículos

  • 11/07/2019 04:03
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Reportagem Local

A Prefeitura de Presidente Prudente e a Semob (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública) lançaram ontem o início do monitoramento da cidade por meio das câmeras inteligentes e de alta definição. Em período de teste, os sete dispositivos instalados provisoriamente estão colocados em pontos estratégicos e de maior fluxo de pessoas. As informações obtidas por meio do monitoramento são vistas em tempo real em monitores instalados na sede da Semob, que estarão sendo analisados por funcionários da pasta. A expectativa é que haja uma redução de 25% nas infrações cometidas, seja de trânsito ou até mesmo policiais.

O secretário de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública no município explica que o software utilizado na central de monitoramento foi doado por meio da parceria com a empresa multinacional Genetec, através do representante Venses Technology. “A partir de agora já estamos fazendo os testes e instalando as câmeras em outros locais. Fizemos um convênio com o Detecta – sistema de monitoramento inteligente do governo de São Paulo –, e as imagens da cidade serão repassadas à SSP [Secretaria de Segurança Pública]”, afirma o titular da Semob, Adauto Lucio Cardoso.

De acordo com o secretário, o poder público também está em busca de convênios com empresas privadas de Prudente. “Será feito um projeto para monitorar os prédios públicos, creches, postos e praças, bem como escolha de outros pontos estratégicos junto com a Polícia Militar, a fim de primar a segurança da população”, considera.

Bons olhos

O coronel PM Adilson Luís Franco Nassaro afirma que vê a iniciativa “com bons olhos”. “É uma maior integração com as forças policiais, e esse sistema nasce de forma muito bem planejada. Mas, queremos reforçar que ele não compete com outros já em funcionamento na cidade”, pontua.

Entre as novidades que o sistema apresenta está o de identificação facial e leitura de placas de veículos. O gerente de assistência técnica da empresa, Thiago Mário, afirma que isso ocorre porque o software comporta a parte analítica. “Tudo será repassado para a nossa central em tempo real. São câmeras de alta qualidade, então, o conjunto delas com o sistema é o diferencial no mercado”, considera.