EM AÇÃO

Efetivo do 8º Baep inicia treinamentos em Prudente

Aproximadamente 285 militares deverão compor a equipe, que está em fase de formação; aulas começaram a ser ministradas pelo Comando de Policiamento de Choque

01/03/2019 08:24 • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação
Polícia Militar - Treinamentos do 8º Baep iniciaram nesta semana, com a chegada da equipe de choque Polícia Militar - Treinamentos do 8º Baep iniciaram nesta semana, com a chegada da equipe de choque

O CPChq (Comando de Policiamento de Choque) chegou nesta semana em Presidente Prudente, para planejar e ministrar os treinamentos aos militares que integram o 8º Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia). Ontem, a reportagem visitou a sede do CPI-8 (Comando de Policiamento do Interior-Oito), futura área de instalação do batalhão especial, e conversou com a equipe que recebe treinamentos especializados nas modalidades de ações especiais da Polícia Militar do Estado de São Paulo. De acordo com a corporação, o Comando de Choque permanecerá na cidade até o dia 10 de abril, semana em que deverá iniciar os trabalhos da equipe regional.

Ao efetivo, são aplicadas disciplinas específicas dos treinamentos da Rota (Ronda Ostensiva Tobias de Aguiar), com práticas voltadas ao policiamento motorizado; o 2º Batalhão de Choque apresenta direcionamentos voltados para policiamento em eventos; já o 3º Batalhão de Choque traz instruções voltadas ao controle de multidões e, por fim, duas divisões do policiamento que envolvem o COE (Comandos e Operações Especiais), direcionadas ao meio rural ou resgate; e Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais), que apresenta práticas da área urbana, como treinamentos com explosivos e resgate.

“Alguns equipamentos já são nossos, mas estamos trabalhando para conseguir as demais aquisições. Acreditamos que até a data da inauguração, boa parte dos equipamentos já esteja pronta para ser utilizada”, afirma o major PM Ivan Garcia de Oliveira. “O Baep será a unidade mais preparada para ocorrências graves, que será apoio ao policiamento ostensivo. Temos uma grande concentração de penitenciárias, e está havendo treinamento para lidar com possíveis rebeliões, por exemplo”. “A tropa trará mais segurança à comunidade, e contribuirá para controlar os baixos índices criminais”, afirma Ivan.

Conhecimento agregado

Para o 1º-tenente PM Murilo Roberto de Souza, que integra o efetivo, “é uma satisfação muito grande compor a equipe”. “Esse período de conhecimento é bastante proveitoso, e agrega bastante à nossa carreira. Estamos passando por treinamentos completos, desde a simples abordagem à montagem e desmontagem de armamentos de diversos calibres”, pontua Murilo, que está na corporação há 11 anos.

A mudança também faz parte da carreira da cabo PM Simone da Silva Belasco, que está há 15 anos na corporação militar. Integrante do Canil de Força Tática, afirma que a nova rotina será de grande valia para a equipe. “Temos treinamentos com vários batalhões especializados, cada um em uma área. Alguns dos treinamentos a Força Tática já fazia, e iremos somar o conhecimento para trabalhar especificamente com as ações especiais”, salienta.

Padrão de choque

A criação das novas unidades foi anunciada no dia 8 de fevereiro, pelo governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB). Ao todo, serão instalados quatro batalhões, incluindo o 8º Batalhão em Prudente, que atenderá 67 municípios das regiões de Assis, Dracena e Presidente Venceslau. Aproximadamente 285 militares deverão compor a equipe, que está em fase de formação. A previsão é de que o 8º Baep inicie as atividades operacionais ainda na primeira quinzena de abril deste ano. Além da sede, serão instaladas duas companhias do batalhão para atender à comunidade: a primeira será em Presidente Prudente e a segunda em Presidente Venceslau