Economia paulista avança 0,9% em apenas um mês

O Produto Interno Bruto (PIB) do Estado de São Paulo indica de tendência de alta, ao avançar 0,9% entre o mês de março e abril de 2019, segundo cálculo da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade). Na comparação com igual período de 2018, a atividade econômica paulista cresceu 0,7%. O aumento entre março e abril deste ano, de acordo com a entidade, é reflexo dos desempenhos na indústria (1,9%) e nos serviços (0,5%), e desempenho negativo na agropecuária (-0,9%). Agora, no acumulado de 12 meses, considerando-se as variações mensais, o PIB paulista subiu 0,8%.

  • 03/07/2019 08:00
  • Contexto Paulista

Cidades inteligentes

A Câmara dos Deputados instalou uma subcomissão especial para cuidar do tema Cidades Inteligentes. Promover o debate e a disseminação de soluções inovadoras é um dos objetivos, além do aprimoramento da legislação e novas formas de financiamento que possibilitem a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos e a eficiência dos investimentos públicos.

 

Parcerias

Tramita no Congresso Nacional projeto de lei de 2016 que permite à União instituir PPPs (parcerias público-privadas) para desenvolver tecnologias de informação e comunicação para emprego na área de segurança pública e em outros aspectos da gestão urbana. O texto determina que os projetos deverão ter a integração de pelo menos dois serviços urbanos em uma mesma região, o compartilhamento das informações coletadas entre órgãos, o posicionamento de câmeras de modo a serem usadas na segurança e no monitoramento de tráfego e o desenvolvimento de soluções replicáveis.

 

Sem fogos

O STF (Supremo Tribunal Federal) avaliará se é constitucional que uma lei municipal proíba a soltura de fogos de artifício e artefatos pirotécnicos ruidosos, tendo como base a legislação de Itapetininga, no Interior Paulista, que proíbe a soltura, na zona urbana, de fogos de artifício que produzam estampido.

 

Ciência jovem

Em Rio Claro, o estudante Luan de Oliveira, da Etec (Escola Técnica Estadual), desenvolveu uma pulseira que identifica obstáculos em ruas e calçadas. A novidade poderá ajudar pessoas com deficiência visual a ter mais autonomia na mobilidade urbana. Utilizada no pulso oposto ao que comanda a bengala, a peça ajuda a alertar homens e mulheres cegos quanto à presença de objetos acima da linha da cintura, como placas, telefones públicos e portões automáticos em movimento. A pulseira funciona com um sensor ultrassônico que se comunica com um microcontrolador semelhante a um chip. Detectado um obstáculo à frente, a pulseira começa a vibrar mais intensamente na medida em que a pessoa se aproximar do objeto. Depois de formado, o estudante pretende encontrar parcerias para aprimorar e comercializar a tecnologia assistiva. “Quero melhorar o design e, principalmente, estudar a possibilidade de implantar comunicação entre o dispositivo e o celular”, diz ele.

 

Incentivo

Professores das Etecs e Fatecs incentivam estudantes a pensarem em inclusão e sustentabilidade ao elaborarem seus TCCs (Tese de Concluão de Curso) e projetos tecnológicos, e alguns são destaques em feiras de ciência do país. Entre as criações recentes estão um robô para auxiliar na educação de autistas, moda inclusiva, cadeira de rodas motorizada controlada por movimentos da testa e prótese de baixo custo com componentes mecânicos e eletroeletrônicos. Nos últimos cinco anos, foram treinados cerca de 2 mil funcionários em temas como integração, práticas pedagógicas, metodologias de ensino para pessoa com deficiência, tecnologias assistivas, legislação e linguagem de sinais.

 

Óleos essenciais

A Secretaria de Agricultura do Estado desenvolve pesquisas para novos processos e produtos produzidos a partir de óleos essenciais de plantas aromáticas para uso no combate a pragas e doenças no campo e na indústria, aromaterapia e alta gastronomia.

 

Ginástica com assistência

Profissionais de Educação Física especializados em Emergências Cardiovasculares Básico (Teca B) e DEA (Desfibrilador Externo Automático) poderão estar presentes em locais públicos que possuam equipamento de ginástica, de acordo com projeto de lei de autoria de Marcos Damasio (PL) aprovado pela Alesp. Parques e academias ao ar livre que tenham frequência diária acima de 200 usuários poderão dispor de um profissional por um período de doze horas, como forma de proteção aos usuários.

 

Pauta na Assembleia

  • Lançada frente parlamentar em defesa dos caçadores, atiradores e colecionadores, a ser coordenada por Gil Diniz (PSL) com o objetivo de discutir o decreto de armas, o direito à legítima defesa e o tiro desportivo.
  • Um projeto de lei aprovado em plenário permite que o paciente atendido em casos de resgate possa escolher se deseja ser encaminhado a um hospital público ou privado. A proposta é do deputado Paulo Correa Jr (Patriota).
  • Os recursos financeiros apreendidos nos chamados crimes organizados poderão ser destinados para fundo especial vinculado à Secretaria de Segurança Pública. É o que sugere projeto de lei, já aprovado, de autoria do Delegado Olim (PP).