Dupla sertaneja estreia com gravadora e busca manter sertanejo raiz

Lucas Reis & Thácio lança  CD “Diferenciado” e acumulam 1,5 milhões de visualização no Youtube com a faixa “Caipirinha”

SANDRA PRATA - Especial para O Imparcial • 27/07/2018 05:48:00

 Dupla comemora lançamento “Diferenciado” e trabalho com Universal Music. Foto: Divulgação

O sonho de muitos músicos é trabalhar com gravadoras profissionais e a dupla Lucas Reis & Thácio concretizou esse desejo logo no primeiro CD qual lançou em junho pela Universal Music. O “Diferenciado” contém 12 faixas das quais nove são autorias. Hoje, os cantores acumulam cerca de 1,5 milhões de visualizações com a música de trabalho “Caipirinha”.

Com nove anos de estrada, a dupla acumula dois DVDs e dois CDs independentes. Segundo Lucas Reis, compositor da dupla, ter as músicas lançadas em parceria com a gravadora foi uma alegria sem tamanho uma vez que atinge um público maior, dá credibilidade e auxilia no fortalecimento do nome profissional. “Temos certeza que este trabalho é diferente de tudo que já tínhamos feito, daí o nome, ‘diferenciado’”, explica o compositor.

Com inspirações em Tião Carreiro e duplas da década de 90, sobre o conteúdo do novo CD, Lucas revela que apesar de diferente das faixas anteriores, sua canção preferida é “Casal Arrumado”, mesmo que a de trabalho seja “Caipirinha”.

A inspiração dessa última, segundo ele, foi repentina. “Eu estava dirigindo, ouvindo rádio, essas músicas que tocam hoje em dia. Quando cheguei em casa me deitei, adormeci e acordei com a moda inteira na cabeça. Foi enviada por Deus”, frisa Lucas.

A dupla se orgulha de preservar o modão de viola, sertanejo raiz, entretanto, ambos revelam quem sofrem às vezes com comentários sugerindo que estão deixando o estilo de lado e se aproximando do sertanejo universitário.

“Nosso estilo é bem particular. É nossa essência, não somos nós que estamos aderindo ao sertanejo universitário, embora não tenhamos preconceito nenhum, mas são as pessoas que estão abraçando a viola”, pontua Thácio Cândido.

Exatamente por isso, Lucas admite que no começo de carreira sofriam para conseguir espaços que aceitassem suas músicas. “Tentávamos tocar em barzinhos, mas sempre recebíamos um não. Diziam que não é um estilo que as pessoas gostam de ouvir, mas hoje, sabemos que não é assim, todo mundo que ouve o que cantamos diz que é diferente de tudo que tem no mercado musical”, enfatiza o compositor.

Divulgação / Com nove anos de estrada, a dupla acumula dois DVDs e dois CDs independentes

Origens e motivações

Ambos . Mas, os dois se conheceram em 2006 aos 13 anos durante uma Orquestra de Viola Caipira da qual faziam parte. “Antes era só um hobby e com o passar dos anos foi crescendo. Ele cantava com outra pessoa e eu também. Hoje pensamos ‘graças a Deus que não deu certo’ para podermos nos juntar [risos]”, pontua Lucas.

Sobre as inspirações musicais, ambos afirmam que tiveram exemplos de paixão por viola caipira na família com seus avós. “Aprendemos a gostar de viola escutando nossos avós tocarem, mas na verdade acredito que não fomos nós que escolhemos a música, ela que nos escolheu”, explana Lucas.

Futuro

Lucas Reis e Thácio afirmam que o maior desejo é fazer com que suas músicas sejam conhecidas em território nacional e trazer a moda de viola para o meio social cada vez mais em destaque. “Ver o reconhecimento das pessoas é o que a gente busca, oportunidades de fazer com que entendam o que queremos passar”, enfatiza Lucas.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste