FLAGRANTE

Dupla é presa com drogas a caminho de penitenciária

Mulheres estavam em ônibus que transporta visitantes de sentenciados; invólucros com haxixe totalizaram 395 g da droga

01/03/2019 15:15 • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação
Polícia Militar - Invólucros cilíndricos estavam com 2 visitantes de presos Polícia Militar - Invólucros cilíndricos estavam com 2 visitantes de presos

Na noite de ontem, duas mulheres, 22 e 23 anos, foram presas por tráfico de drogas em Pacaembu, depois de serem flagradas com os ilícitos dentro de um ônibus. Segundo a denúncia que chegou à Polícia Militar, os entorpecentes seriam entregues a sentenciados de uma unidade prisional, mas, a ação da polícia impediu a concretização do fato.

A abordagem ao veículo que transportava visitantes de detentos ocorreu na Rua Amador Rodrigues, na Vila Peres. De acordo com a corporação, em vistoria minuciosa foram localizados dois invólucros cilíndricos de haxixe que estavam no banco de uma das acusadas. Questionada a respeito do entorpecente, confessou a denúncia e propriedade do produto.

Já com uma segunda passageira, os policiais também encontraram dois invólucros cilíndricos com haxixe, no entanto, estes estavam dentro das roupas íntimas da mulher. A droga foi encontrada por uma policial feminina durante abordagem.

Depois do término da fiscalização, as acusadas foram conduzidas à Delegacia de Polícia Civil, onde receberam voz de prisão em flagrante por tráfico de drogas. Os entorpecentes passaram por análise no IC (Instituto de Criminalística), que constatou o total de 395 g de haxixe.

Prática constante

A abordagem da Polícia Militar não foi surpresa para quem atua no combate ao tráfico de entorpecentes na região. Durante visitas aos sistemas prisionais aos finais de semana, constantemente, os agentes de segurança impedem a entrada de mulheres às unidades, quando as elas são flagradas com drogas.

De acordo com a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária), quando ocorrem os flagrantes às visitantes, geralmente parentes de sentenciados, são conduzidas à Delegacia de Polícia Civil para formalizar a ocorrência e apreensão das drogas. Posteriormente, são suspensas do rol de visitas.

Em cada apreensão, os presos ficam isolados e respondem a procedimento disciplinar para apurar a cumplicidade daqueles que receberiam material ilícito.