Vacinação

Dia D contra gripe gera movimentação em UBSs

THIAGO MORELLO - Da Reportagem Local • 13/05/2018 07:25:08

Foto: Marcio Oliveira, Ação foi realizada ontem, com vacinação para grupos prioritários

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo promoveu, ontem, o Dia D da Campanha de Vacinação contra Gripe. A ação foi realizada em todo o território paulista, inclusive nos postos da região. Em Presidente Prudente e em todo Estado, o alerta foi maior para pais e responsáveis, uma vez que, dentro do grupo prioritário, as crianças de 6 meses a menores de 5 anos são as que menos se imunizaram até o momento.

O empresário Pablo Oliveira, 38 anos, entendeu bem o recado. Logo pela manhã, ele levou o pequeno Nicolas, 4 anos, para se imunizar. Apesar da cara feia e do choro do menino, o pai ainda brinca com ele, mas não deixa de mencionar a importância da atitude. “É difícil nessa faixa etária porque eles não gostam muito, mas é importante e não pode deixar de se vacinar. Demoramos um pouco, mas ele veio tomar”, conta.

Ele ainda diz que a situação deve ser levada com mais atenção, após a confirmação do primeiro caso de gripe H1N1 na cidade. “Então, apesar dele não gostar, tem que se vacinar sim. Até nós adultos temos que ficar atentos e buscar um jeito de se imunizar”, completa. Ainda de acordo com Pablo, a região já tem um tempo “diferente”, no que tange ao clima, com mudanças rápidas, o que impulsiona para gripar mais facilmente.

O pedreiro Ailton Correi Leite, 62 anos, concorda com Pablo. Como parte de outra faixa do grupo prioritário, os idosos, ele foi até o Palácio da Saúde, na área central ontem, para se imunizar. “A gente não pode deixar de se cuidar, e cada um tem que fazer isso da melhor forma que puder. Eu vim logo pela manhã e indico que todos venham o quanto antes. Com saúde não se brinca”, finaliza.

Na região de Prudente, dados da Secretaria de Estado da Saúde informam que a previsão é imunizar 222.270 pessoas, levando em conta os grupos prioritários.

 

 

Grupos prioritários

Idosos a partir de 60 anos

Crianças de 6 meses a menores de 5 anos

Trabalhadores da saúde

Professores das redes pública e privada

Povos indígenas

Gestantes

Puérperas (até 45 dias após o parto)

Pessoas com doenças crônicas (asma e diabetes, por exemplo) ou com imunossupressão

 

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste