CSN fará investimento de R$ 1,5 bilhão em polo que abrange várias regiões

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado confirmou investimento de R$ 1,5 bilhão a ser realizado no Estado de São Paulo pela CSN (Companhia Siderúrgica Nacional). O projeto integrará o Polo Metalmetalúrgico de Máquinas e Equipamentos, que faz parte da nova configuração de polos regionais de desenvolvimento econômico no Estado. O investimento deverá gerar aproximadamente 400 empregos diretos. O Polo Metalmetalúrgico de Máquinas e Equipamentos abrange as regiões de Campinas, Ribeirão Preto, Região Metropolitana de São Paulo (incluindo Grande ABC, Osasco e Alto Tietê), São Carlos, São

  • 08/06/2019 05:00
  • Contexto Paulista

Polos regionais

Segundo o governo estadual, o objetivo dos polos de desenvolvimento é fomentar e incentivar o aumento da produtividade da indústria, atraindo investimentos, impulsionando a inovação e a geração de empregos e renda, otimizando na mesma região geográfica políticas públicas que impactam direta ou indiretamente o setor produtivo. Os polos têm potencial para receber R$ 33,5 bilhões em investimentos nos próximos meses e gerar quase 30 mil empregos diretos, segundo a InvestSP (Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade). São estes os setores: saúde e farma; metal-metalúrgico, máquinas e equipamentos; automotivo; químico, borracha e plástico; derivados do petróleo e petroquímico; biocombustíveis; alimentos e bebidas; têxtil, vestuário e acessórios; couro e calçados; tecnologia e eco florestal.

 

Convergência regional

“Ter um polo para convergir com a logística e o barateamento do custo é vital para que se viabilize uma produção integrada do setor”, ressalta o diretor-presidente da CSN, Benjamin Steinbruch. “Os polos têm a convergência, não só dos grandes clientes, como daqueles que fazem parte da cadeia”.

 

Segurança

Uma notícia positiva para os paulistas. O Estado de São Paulo tem a menor taxa de homicídios de todo o país, além de apresentar a maior redução nesta modalidade criminal entre 2007 e 2017, de acordo com o Atlas da Violência 2019, divulgado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). O Atlas da Violência mapeia os indicadores de violência em todo o país e é realizado em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. De acordo com o levantamento, São Paulo teve uma queda de 33,5% na taxa de homicídios dolosos por 100 mil habitantes entre 2007 (quando o índice foi de 15,4) e 2017, ocasião em que o indicador foi de 10,3 ocorrências. Trata-se do menor índice do país.

 

E mais

Indicadores ainda mais recentes da Secretaria da Segurança Pública, divulgados em abril, apontam que a taxa de homicídio no Estado foi de 6,54 por 100 mil habitantes no período de maio de 2018 a abril deste ano. O índice é o mais baixo da série histórica de São Paulo desde 2001.

 

De vento em popa

No confronto entre o acumulado nos últimos quatro trimestres e o dos quatro trimestres imediatamente anteriores, a economia paulista avançou 1,1%, segundo relatório do PIB (Produto Interno Bruto) paulista que a Fundação Seade divulgou esta semana. O PIB do 1º trimestre de 2019 foi estimado em R$ 556,8 bilhões.

A Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz), da USP, em Piracicaba, comemora este mês 118 anos de fundação. A instituição já formou mais de 16 mil profissionais na graduação e titulou mais de 10 mil mestres e doutores.

A JBS investirá cerca de R$ 100 milhões na construção de uma fábrica de embalagens metálicas, que produzirá latas de aço e alumínio, e na modernização de sua unidade em Lins. Começa a operar no primeiro semestre de 2020.

A capital paulista aparece como um dos 30 maiores ecossistemas de startups e inovação no mapa da organização internacional Startup Genome de 2019. A pesquisa aponta ainda que o município apresenta condições ideais para o desenvolvimento de novos negócios no ramo financeiro e ciência (biotecnologia e saúde).

 

Sem papel

A prefeitura de Santo Antônio do Pinhal adotou um sistema digital de documentos. Desde 8 de abril, os órgãos públicos municipais não aceitam documentos impressos em papel. “Hoje não entra papel na prefeitura nem para projeto de engenharia. Até as plantas são anexadas digitalmente”, conta o prefeito Clodomiro Júnior. Com isso, o município já economizou cerca de 40 mil impressões e os projetos, que tramitavam por mais de duas semanas, são resolvidos agora em dois dias.

 

Defesa das Santas Casas

Parlamentares, entidades e provedores de hospitais filantrópicos se reuniram na Assembleia Legislativa para relançar a Frente Parlamentar das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos. O deputado Itamar Borges (MDB) é o coordenador.

 

Aplicativo

Desenvolvido por alunos da Fatec (Faculdade de Tecnologia do Estado) de Tatuí, o aplicativo CalcMedic faz o cálculo exato da dosagem dos medicamentos, o que garante mais segurança e agilidade no atendimento de pacientes. Os profissionais de saúde agora podem contar baixar gratuitamente o app. Mais de 15 mil downloads do aplicativo já foram feitos em todo o Brasil. Os criadores do CalcMedic são tecnólogos formados pela Fatec, que agora estão cursando a segunda graduação na mesma unidade.