Contexto Paulista

07/07/2018 05:06:00

PIB paulista cresce

2,9% em 12 meses

O PIB (Produto Interno Bruto) do Estado de São Paulo cresceu 0,4% entre março e abril de 2018. Nesse período, houve crescimento na agropecuária (0,8%) e nos serviços (0,3%), enquanto a indústria recuou 0,4%. No acumulado de 12 meses, a economia paulista ampliou-se em 2,9%, em decorrência do crescimento na indústria (3,9%), nos serviços (2,3%) e na agropecuária (2,1%). O PIB é calculado pela Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados). Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o crescimento do PIB foi de 4,7%, com aumento na indústria (9,5%), nos serviços (2,9%) e na agropecuária (0,6%). Entre o acumulado de janeiro a abril de 2018 e o do mesmo período do ano anterior, a economia do Estado avançou 2,9%, com taxas positivas observadas para indústria (5,0%) e serviços (2,1%), enquanto que a agropecuária registrou uma retração de 1,0%.

Apoio às startups

As startups (empresas em início de atividade) têm à disposição uma linha de financiamento sustentável para alavancar os seus primeiros negócios. Quem oferece é a Desenvolve SP, que prioriza projetos inovadores. As taxas são as mais competitivas do mercado, com prazos de até dez anos de pagamento, incluindo dois de carência. “Estamos ao lado do empreendedor paulista, para que cada vez mais projetos inovadores saiam do papel e ganhem mercado”, diz o presidente da instituição, Alvaro Sedlacek. No total, R$ 140,5 milhões foram desembolsados pela Desenvolve SP para uma centena de empresas.

Aeroporto de Sorocaba

O Aeroclube de Sorocaba está sendo alvo de investigações da Polícia Civil e do Ministério Público do Estado de São Paulo. Dos quatro hangares, onde as aeronaves ficam guardadas, um deles está situado em um terreno estadual e outros três em área da Prefeitura. No momento, os hangares estão sendo alugados pelo aeroclube para terceiros. No entanto, conforme os termos de cessão de uso, o aeroclube corre o risco de perder aquelas áreas.

Tribunal de Justiça

A Assembleia Legislativa aprovou quarta-feira, projeto de lei complementar que visa melhorar a estrutura dos quadros de magistrados e servidores do Tribunal de Justiça. Serão criados 30 cargos de juiz substituto de segundo grau, 90 cargos de escrevente técnico judiciário e mais de 90 cargos de assistentes jurídicos. A medida depende de sanção do governador.

Reforços nas penitenciárias

O governo do Estado autorizou a contratação de 495 novos funcionários para o sistema penitenciário paulista. Um total de 450 profissionais será nomeado para o cargo de ASP (Agente de Segurança Penitenciária), do sexo masculino e de 45 candidatas para o cargo de ASP do sexo feminino. O Estado tem 170 unidades prisionais. O ASP é responsável pela segurança interna dos presídios. Atua dentro das unidades prisionais em procedimentos como abertura e fechamento de celas, contagem de presos, revistas para localização de objetos não permitidos no interior das unidades e remoções internas. Os salários são de R$ 2.790,24 mensais e adicional de R$ 691,64 referente à insalubridade.

Menos agrotóxicos

Pequenos produtores da Bahia têm diminuído em até 90% a aplicação de defensivos agrícolas no cultivo de repolho. O resultado é alcançado graças ao projeto de pesquisa desenvolvido pelo Instituto Biológico, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, em parceria com o Sebrae-SP (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e a empresa Fênixnet. O projeto também está sendo desenvolvido junto a agricultores de Pernambuco e de Mogi das Cruzes, principal região fornecedora de hortaliças para a capital. Segundo o pesquisador Fernando Javier Sanhueza Salas, a diminuição na aplicação de defensivos agrícolas se deve à transferência de tecnologia de manejo fitossanitário aos produtores, introduzindo princípios de manejo integrado de pragas.

Vacina

A campanha de vacinação contra a febre aftosa em São Paulo fechou com 99,41% de bovídeos (bovinos e bubalinos) vacinados durante a campanha em maio. O total de cabeças vacinadas durante a campanha foi de aproximadamente 10,8 milhões. O rebanho paulista está distribuído em 129.164 propriedades e 97,74% delas possui registro de vacinação. A vacinação é obrigatória, independentemente da idade do animal. Deixar de vacinar ou informar a vacinação, gera multa ao proprietário.

Riscos da leishmaniose

Dos 645 municípios paulistas, 177 já registraram cães ou pessoas com leishmaniose visceral. Até 2020, o número de casos de infecção deve aumentar na região central e oeste do Estado, em razão da temperatura elevada e da coexistência de insetos e cães infectados. As informações foram publicadas pela revista “Pesquisa”, da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo). Conhecida como uma doença rural e anteriormente restrita à região Nordeste, a leishmaniose visceral avança rumo a centros urbanos maiores. Parte de seu avanço se deve à falta de informação que permite diagnosticá-la precocemente e ao clima mais quente, que favorece a reprodução dos insetos transmissores.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste