Conscientização é a alternativa para alcoolemia no trânsito

  • 08/02/2020 04:27
  • DA REDAÇÃO

Basta uma volta ao redor dos principais pontos de Presidente Prudente aos finais de semana, para constatar o quão comum é a ação de motoristas que dirigem sob efeito de álcool. Outros, ainda fazem questão de carregar nas mãos as latas de cerveja. Claro, nem todos! Mas a prática é mais comum do que se imagina. Tal atitude aumenta a chance do cometimento de infrações de trânsito, o que pode resultar em acidentes. Mesmo ciente do risco, o motorista precisa se reeducar.

A mudança comportamental é o conceito-chave, mas não muito apreciado. Diante deste cenário, a Semob (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública), em parceria com a Polícia Militar e Detran (Departamento Estadual de Trânsito), desenvolveram ontem uma ação para conscientizar os condutores sobre os perigos da combinação entre bebida alcoólica e direção. A região escolhida foi a do Parque do Povo, em Presidente Prudente, local rodeado por bares e lanchonetes.

Entre as 20h e 23h, os fiscais estiveram nas redondezas para levar uma “palavra amiga” aos clientes destes estabelecimentos, mensagem que poderá salvar vidas. Mas, observa-se que, mesmo assim, muitos ainda resistem em mudar o comportamento, uma vez que levam consigo aquele pensamento: “enquanto não acontecer nada comigo, vou continuar bebendo”. E é aí que o bicho pega! Tamanha a influência do álcool que o abuso nas vias torna-se maior, como o excesso de velocidade e ultrapassagem no sinal fechado.

Mesmo com as constantes blitze e rigor na legislação, o condutor desafia a própria vida e a dos demais. Talvez, seja preciso pensar da mesma forma que o infrator: “enquanto não se der mal, não vai aprender!”. Enquanto isso, é sim necessário reforçar as campanhas de conscientização, porque essa é a única forma de alcançar a mudança. Se duas ou três pessoas captarem a mensagem, já será de grande valia para que ela seja disseminada aos demais.