Comportamentos similares

  • 10/03/2020 04:27
  • Arlette Piai

Há certa similaridade entre o comportamento das pessoas e dos animais. As serpentes, por exemplo, constituem um caso curioso, com elas talvez dê para entender melhor o comportamento dos detentores do poder e de pequena parcela da população. Assim como nós, as serpentes se acham o máximo, poderosas, bonitas, espertas. De fato, algumas são mesmo muito lindas, como as corais com seu tom musgo-avermelhado. Mas elas, coitadas, não têm pernas, são quase cegas e se arrastam.

As serpentes venenosas se julgam ainda mais poderosas, mais imbatíveis, mais aptas para estraçalhar qualquer adversário. É só sair por aí, se tem fome, crau!  Mas elas estão enganadas, porque ninguém tem para sempre o poder total. Os gatos selvagens, por exemplo, são pequeninos e não têm medo delas, não! Aproximam-se das predadoras e ficam praticamente parados como se inofensivos fossem. Quando elas se descuidam, com as patas dianteiras lá vem um bote perto da cabeça – crau! E quando ficam zonzas, vêm outro, outros mais. Quando zonzas, perdem o equilíbrio e os gatos selvagens cravam os dentes na cabeça delas e... adeus.  Feio o feito, ele pega o celular e conta a façanha do ocorrido.

No Brasil, a maioria dos congressistas do STF (Supremo Tribunal Federal) é surda, quase cega e também não sabe disso, mas são

Todas as cobras são surdas, quase cegas, e não sabem disso, mas são!  No Brasil, a maioria dos congressistas do STF (Supremo Tribunal Federal) é surda, quase cega e também não sabe disso, mas são! Especialistas declaram que se não conseguirmos um crescimento econômico do PIB (Produto Interno Bruto) acima de 5% ao ano, não haverá condições de investimento nem “para manter” a frágil infraestrutura do Brasil. Com 3% de crescimento em 30 anos, não dobra a pífia renda anual, imagine menos! Justificam que não iremos a lugar nenhum sem uma reforma política firme e muito séria, acompanhada de um ministro da Educação alfabético. Mas se assim continuar, continua a dificuldade econômica, a violência, a corrupção. Entretanto, o que a maioria desses congressistas não sabe é que existem gatos selvagens...  

Não obstante as adversidades, o Brasil passou por crises piores e as superou. Se os 210 milhões de habitantes do nosso país questionarmos o que podemos fazer pelo próximo, pelas escolas, pelas instituições, a realidade brasileira mudará. Afinal, a nação é o poder do seu povo.

 

 

ÚLTIMAS DO AUTOR

Ócio criativo

  • 31/03/2020 04:15

União ou nada

  • 24/03/2020 04:11

Pós-modernidade

  • 17/03/2020 04:03