José Reis: 21º edição do Giga Prudente reuniu 226 atletas de 43 cidades e cinco Estados e agitou os amantes da capoeira

Foto: José Reis: 21º edição do Giga Prudente reuniu 226 atletas de 43 cidades e cinco Estados e agitou os amantes da capoeira

GIGA PRUDENTE

Competição atrai 226 capoeiristas de cinco Estados

Dentre os avaliadores, evento contou com a presença de campeões master, professores e monitores mundiais da capoeira, entre eles o mestre Burguês mundialmente conhecido

  • 14/07/2019 05:20
  • WEVERSON NASCIMENTO - Da Reportagem Local

A capoeira se encaixa atualmente em diversos espaços, seja na arte ou esporte, a cultura genuinamente brasileira cresce a cada ano. Hoje, desde crianças até adultos praticam o esporte mantenedor de postura e educação. Visando apaixonados e adeptos, ontem, 226 atletas de 43 cidades e cinco Estados, participaram das competições do 21º Giga Prudente no Ginásio Municipal de Esportes Watal Ishibashi. Dentre os avaliadores, o evento contou com a presença de campeões mestres master, professores e monitores mundiais da capoeira.

Organizado para comemorar mais um ano dedicado à arte da capoeira do mestre Nelson Hilário Carneiro, organizador do evento, a importância foi reunir em um só lugar o esporte e fomentar para os diversos públicos as vertes da arte marcial. “O campeonato traz incentivo para o esporte, pois o atleta ao competir aqui poderá participar também em outra cidade. Com isso, mostramos a força da capoeira”, diz Nelson.

De acordo com o organizador, a competição foi divida em duas categorias, a primeira delas destinadas para iniciantes a qual foi avaliado somente o volume de jogo e grau de dificuldade de movimento. A segunda, categoria de professores, foi avaliado a queda e o contato. Ao final das competições, os vencedores receberam troféus e kits do evento.

Presença

O 21º Giga Prudente também foi uma oportunidade de encontrar com grandes mestres do esporte, em especial o Burguês, que levou a capoeira para 52 países. Conhecido com o Burguês, Antônio Carlos de Meneses, 64 anos, destaca que a importância da sua presença foi injetar mais adeptos ao esporte, além de trazer motivação aos competidores. “Minha função e papel dentro da capoeira é mostrar para crianças que o esporte é um grande instrumento de transformação, pois venho de comunidade pobre do Rio de Janeiro, e está provado que se você acreditar naquilo que você faz, seja com honestidade, transparência e seriedade, você pode vencer na vida”.  

No local, Burguês destaca que além de grande fomento de cultura o esporte também promove a educação, “através da educação a gente consegue mudar as nossas dificuldades e melhorar cada vez mais o nosso país” destaca.

Outro grande destaque no evento foi a presença de Dieison Fernando Custódio, 35 anos, conhecido como Furacão. De Catanduva [SP], o jovem soma diversas competições, entre elas, campeão mundial de capoeira fait, vice-campeão mundial duas vezes de artes marciais na Coréia do Sul, 12 medalhas de ouro em jogos regionais, além de vários títulos. “É um orgulho estar em Presidente Prudente. Eu aprendo muito em todos os eventos que vou, sempre estou absorvendo e aprendendo porque a capoeira é uma família”.