SERRA GAÚCHA

Cenário europeu em Gramado

Gramado é hoje um dos destinos turísticos mais famosos do Brasil e revela a harmonia entre a natureza e o homem

Da Reportagem Local • 29/10/2018 09:21:21

. Foto: Cidade de Gramado, a mais visitada na Serra Gaúcha

Gramado tem atrativos o ano inteiro, mas nesta época o encanto da paisagem europeia se mostra ainda mais presente O outono em Gramado cria cenários encantadores e interessantes para os amantes da fotografia e aqueles que adoram caminhar e admirar os espetáculos da natureza. Nesta época do ano, nas ruas e parques da cidade, os moradores e visitantes podem apreciar os diferentes matizes das folhas que caem das árvores formando verdadeiros tapetes coloridos.

As folhas mudam de cor, variando entre tons avermelhados a amarelados. O vento passa e transforma o chão numa aquarela. Na Avenida Borges de Medeiros, principal rua da cidade, podemos ver o tom avermelhado do accer palmatum, na Rua São Pedro é o espetáculo é do álamo prateado, na frente do Caic o liquidambar alaranjado, os liriodendro estão na Rua Garibaldi.

Em Gramado, a natureza proporciona um espetáculo que encanta pelas folhas de outono, que formam um caminho perfeito, um vagar calculado, que proporcionam a todos que aqui vem um firme propósito de saborear esses momentos de pura e encantadora magia. Um cenário perfeito nas árvores, nos ares, no chão.

O outono também nos traz o frio das manhãs e as tardes ensolaradas, que sugerem longos passeios e compras. À noite, o retorno da temperatura amena determina a busca dos ambientes acolhedores dos restaurantes e da qualificada hotelaria da cidade.

Localizada numa das regiões mais belas do Brasil, nas altas serras do nordeste do Rio Grande do Sul, rodeada de vales profundos que nos transportam a um mundo de paz e tranquilidade, Gramado começou a ser ocupada em 1875, quando se estabeleceram os primeiros moradores descendentes de portugueses no local, hoje conhecido como linha 28, na zona rural do município.

A partir do final do século 19, vieram os imigrantes italianos e alemães, que adotaram a região serrana como parte da terra de suas origens, tantas as semelhanças de clima e natureza.

Com os imigrantes, vieram costumes e hábitos de trabalho, novas técnicas e estilos arquitetônicos, assim como as crenças religiosas, a culinária, as festas típicas e esse gosto especial de fazer sempre o melhor.

Tendo como base essa herança cultural, Gramado é hoje um dos destinos turísticos mais famosos do Brasil, revelando, em formas incríveis, a harmonia entre a natureza e o homem: a majestosa imponência das centenárias araucárias, as flores que enfeitam jardins, ruas e casas, a serena beleza das paisagens serranas, as festas de suas raízes, a pureza do ar, a arquitetura de formas caprichosas, a deliciosa variedade gastronômica, o aconchego dos hotéis e pousadas, o prazer de comprar, enfim, tudo é vida, até naqueles instantes de repouso, quando sentados perto de uma lareira ou em meio a um jardim de flores, apenas deixamos o tempo passar.

Na cidade também é possível acompanhar pessoalmente todo o processo de produção artesanal dos cristais de murano. As peças já ficaram famosas internacionalmente, sendo exportadas para o designer italiano Ivan Baj.

Para ficar com água na boca, nada melhor do que visitar uma das 12 fábricas de chocolate da cidade. O cheiro de chocolate, misturado à cuidadosa disposição dos produtos nas lojas, é um convite à gulodice. As caixas caprichadas também são uma ótima opção de presentes para os amigos.

 

 

O Lago Joaquina Rita Bier, cercado por hortênsias

O Lago Negro, uma das atrações naturais da região de Gramado, lembra os mais belos lagos europeus

 

PASSEIOS

O que visitar em Gramado

Parque Knorr - Considerado o coração de Gramado, construído por Oscar Knorr. A casa junto ao parque retrata o estilo bávaro da região. Possui 72 mil metros quadrados de área verde. Mirante do Vale do Quilombo - vista panorâmica a 850 metros de altitude. Fica na estrada de acesso à Canela.

Lago Joaquina Bier - Construído por Leopoldo Rosenfeldt, é cercado por um lindo bosque e no centro possui uma pequena ilha ligada à margem por uma ponte. Sua construção foi feita manualmente - com pás e picaretas - numa área de 17.000 m². Atualmente está sendo recuperada para voltar a ser um dos cartões-postais da cidade.

Praça Major Nicoletti - Localizada em frente à Igreja de São Pedro, possui infraestrutura sanitária e chafariz. Também é um dos pontos de informações turísticas.

Igreja de São Pedro - Templo totalmente construído em basalto, tendo sido utilizadas mais de 78 mil pedras.

Palácio dos Festivais - Construção em estilo bávaro, onde anualmente é realizado o Festival de Gramado - Cinema Latino e Brasileiro.

Rótula das Bandeiras - Situada na Praça Leopoldo Rosenfeldt, presta uma homenagem simbólica aos Estados brasileiros, através de bandeiras hasteadas no local. Possui uma réplica do Kikito, troféu entregue aos melhores do Festival de Cinema promovido na cidade.

Lago Negro - Chamava-se Vale do Bom Retiro e contava com a maior mata da região. Depois de destruído por um incêndio em 1942, Leopoldo Rosenfeldt iniciou seu reflorestamento e a construção da barragem do lago, em 1953, procurando dar semelhança aos lagos da Europa.

Cascata do Caracol - A Floresta Encantada do Caracol (ex-Parque Bromberg) oferece a melhor vista da Cascata do Caracol. Através de dois mirantes ligados por um teleférico pode-se ter duas visões diferentes da cascata. No ponto mais elevado do primeiro mirante é possível ter uma visão panorâmica da cascata e de 15 metros do arroio. O segundo mirante está localizado na metade dos 131 metros da queda d‘água. Ambos são ligados por um teleférico com 800 metros de extensão. Toda a flora e fauna do parque é administrado pela Serra Mar Turismo Ecológico Ltda. Essa maravilha fica a 7 quilômetros do centro de Canela e a 700 metros do Parque do Caracol.

 

.............

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste