Marcio Oliveira - Unidades em Prudente são exemplos de entregas ocorridas em 2017

Foto: Marcio Oliveira - Unidades em Prudente são exemplos de entregas ocorridas em 2017

MORADIA POPULAR

CDHU investe R$ 66,3 milhões em habitação na região

Dados correspondem às obras entregues no ano passado; números mais que dobraram em relação à quantidade entregue pela estatal em 2017

  • 01/03/2019 04:05
  • GABRIEL BUOSI - Da Redação

O número de unidades habitacionais entregues em 2018 por parte da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo), na região de Presidente Prudente, mais do que dobrou se comparados os dados com 2017, já que a quantidade entre um ano e o outro aumentou de 298 para 605. O valor investido também teve crescimento expressivo, pois, somente no ano passado, foram mais de R$ 66,3 milhões. “A elevação no número de empreendimentos se deve a parcerias municipais e federais. Para a construção de mais moradias, as prefeituras precisam ofertar terrenos à CDHU, que analisa as características das áreas e conclui os estudos favoráveis ou não à construção de habitação social”, informa a companhia.

Os números disponibilizados à reportagem mostram que, em 2017, a CDHU entregou 298 unidades habitacionais, além de 16 auxílios-moradias, com investimentos que totalizaram R$ 39.215.119,67. Na ocasião, sete municípios foram beneficiados com os empreendimentos, sendo que um deles, Lucélia, recebeu três conjuntos. Já no ano passado, os números mais que dobraram, pois foram entregues 605 empreendimentos, sem nenhum auxílio-moradia, que totalizaram um investimento em R$ 66.381.621,99 aos conjuntos de três cidades, sendo que Presidente Epitácio foi contemplada duas vezes. Em nível de curiosidade, desde 1976, primeiro ano em que a CDHU possui dados, foram entregues à 10ª RA (Região Administrativa) do Estado, cuja sede é Prudente, 28.621 unidades habitacionais, 158 auxílios-doença e investimentos totais em R$ 764.769.782,40 (valores atualizados).

Questionada, a CDHU informa que a companhia atende às demandas municipais, priorizando o atendimento à população em situação de maior vulnerabilidade, e lembra que não trabalha com listas de espera e seleciona as famílias por meio de sorteio público ou atende a grupos alvos previamente definidos, como moradores de áreas de risco. “No caso dos sorteios, a companhia abre inscrições quando há empreendimento habitacional em fase final de construção no município. Cada conjunto habitacional tem suas inscrições e sorteio específicos”.

Em caso de demandas especiais, como remoção e reassentamento de famílias para conjuntos da companhia, a CDHU informa que esses processos são controlados pelos próprios municípios, que indicam as demandas a serem atendidas. Já em relação à destinação das moradias, a estatal informa que o público-alvo são famílias entre 1 e 10 salários mínimos, sendo que cerca de 80% dos mutuários possuem renda familiar de até três salários mínimos. “As prestações são subsidiadas pelo governo do Estado e calculadas de acordo com a renda. Famílias que ganham de 1 a 3 salários mínimos, por exemplo, pagam 15% da renda bruta familiar. De 3 a 5 salários, pagam entre 15,01% a 25%. De 5 a 8,5 salários, por sua vez, pagam entre 20,01% a 25%. De 8,51 a 10, pagam 30%. O financiamento habitacional é de até 300 meses”.

 Em relação ao crescimento entre os anos de 2017 e 2018, a companhia informa que os empreendimentos na região se devem às parcerias municipais e federais e ressalta que para a construção de mais moradias, as prefeituras precisam ofertar terrenos à CDHU, que analisa as características das áreas e conclui os estudos favoráveis ou não à construção de habitação social. “As obras são licitadas e, a partir daí, se estabelece uma estimativa para a conclusão dos serviços de edificação e infraestrutura”.

Empreendimentos entregues pela CDHU na região de Presidente Prudente
Ano Município Data de entrega  Unidades habitacionais Investimento (R$)
2018 Caiuá 20-dez-18 113     11.388.300,75
  Irapuru 14-mai-18 216     25.345.798,60
Presidente Epitácio  18-jun-18 84       9.023.159,06
Presidente Epitácio  30-nov-18 192     20.624.363,58
Total     605     66.381.621,99
 
2017 Lucélia 31-mar-17 66       6.438.778,22
  Lucélia 31-mar-17 50       4.877.862,29
Lucélia 31-mar-17 29       2.829.160,13
Mirante do Paranapanema - auxílio-moradia 29-dez-17 -              8.400,00
Narandiba - Auxílio Moradia 26-dez-17 -              8.400,00
Panorama 29-dez-17 34       3.873.387,47
Presidente Prudente 29-dez-17 118     21.123.724,37
Rosana 15-fev-17 1            53.007,19
Tarabai - Auxílio Moradia 29-dez-17                2.400,00
Total     298     39.215.119,67
Fonte: CDHU