Arquivo - Animais abandonados são castrados e colocados para adoção

Foto: Arquivo - Animais abandonados são castrados e colocados para adoção

SERVIÇO GRATUITO

CCZ castra 397 cães e gatos no primeiro quadrimestre em PP

Procedimento não possui custo à população, contudo, prioriza-se o atendimento ao público de baixa renda, animais recolhidos nas ruas e bairros mais afastados

  • 26/05/2019 07:21
  • THIAGO MORELLO - Da Redação

O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Presidente Prudente realiza um programa permanente de controle populacional de animais. Uma das principais ações realizadas é a castração gratuita de cães e gatos. Num balanço realizado pela pasta sobre o primeiro quadrimestre de 2019, 397 procedimentos foram realizados, contabilizando ambos os animais.

Comparado à média do ano passado, o número está abaixo, uma vez que ao longo de 2018 foram feitas 1.608 castrações, o que dá 536 procedimentos por quadrimestre - mas não quer dizer que tenha sido dividido dessa forma. Por conta disso, o coordenador do CCZ e médico veterinário, João Henrique Arteiro de Carvalho Leite, entende que a quantidade ainda está dentro do esperado, ao visualizar todo o cronograma de 2019. “Na verdade a gente espera que mais esse ano mais animais sejam castrados”, completa.

E apesar de o programa estar disponível a toda municipalidade, por sua limitação, o CCZ prioriza o atendimento ao público baixa renda - beneficiários de programa sociais -, animais errantes recolhidos nas ruas e bairros mais afastados. “Também oferecemos uma quantidade de castrações por mês a animais mantidos por ONGs [organizações não-governamentais], bem como em abrigos temporários”, pontua o médico veterinário. Ele cita ainda que nos locais mais distantes a população de cães e gatos acaba sendo maior, até mesmo pelo abandono.

Indicações

O indicado é castrar o animal antes do primeiro cio, uma vez que evita crias indesejadas para o animal e possui menos risco de adoecimento, como também explicado por João Henrique. Isso não quer dizer que a pasta não receba animais maiores, muito pelo contrário. “Mas é uma indicação que auxilia no procedimento”, destaca.

Ele detalha também que nos gatos a castração é ainda mais indicada o quanto antes, pois o “animal possui um ciclo reprodutivo diferente, com vários cios ao ano. Ao contrário da cadela, que acaba tendo dois ou três”. À reportagem, o coordenador frisa que a importância de efetuar o procedimento vem não são pela saúde do animal, como da própria população.

Adote!

Em relação aos animais que são recolhidos das ruas, depois da castração, eles são disponibilizados para a adoção. O que, de acordo com o coordenador, ajuda no trabalho do CCZ. Isso porque, a pasta possui uma limitação na quantidade de animais que pode abrigar. “Hoje, a demanda de animais soltos é bem maior que a condição de abriga-los”, aponta João Henrique.

Mas por outro lado, a melhoria é visível, segundo ele, no que tange ao interesse da comunidade em adotar um cão ou gato. “Nós tentamos cada vez mais trazer mais divulgação e orientar quanto à necessidade de adotar. Pois a gente acaba ficando a mercê de deixar de abrigar um outro animal, pelo fato de não possuir espaço”, finaliza.

Para o médico veterinário, outra ação que pode auxiliar nesse cenário é a construção de um abrigo de animais que está em andamento em Prudente, como noticiado por esse diário. Na época - em março -, a informação é de que obra deveria ser executada em aproximadamente 10 meses, portanto, seguindo até janeiro do ano que vem. Na placa que traz informações em frente à obra, o investimento da construção é de R$ 937.740,55. O local deve abrigar 250 animais.

serviço

Para quem se enquadra no público atendido, quer solicitar a castração ou receber mais informações sobre o procedimento, o contato deve ser feito pelo telefone do CCZ, que é o 3905-4220, ou comparecer ao prédio, localizado na Rua Presidente Castelo Branco, 93, Parque Castelo Branco.