Ramos

Casofa inicia projeto para crianças e jovens do João Domingos Netto

Atendimento ocorre de segunda à sexta-feira, das 8h às 11h; ações envolvem judô, informática e auxílio psicológico

BEATRIZ DUARTE - Especial para O Imparcial • 13/03/2018 11:15:49

. Foto: José Reis, Atendimentos com psicólogas e assistentes sociais são ofertados aos participantes da ação

Com o intuito de promover o bem-estar e o convívio familiar das crianças e adolescentes do Conjunto Habitacional João Domingos Netto, de Presidente Prudente, a Casofa (Casa da Sopa Francisco de Assis) elaborou o projeto Ramos (Raiz da África no Morada do Sol), após ser contemplada pelo Gepac (Grupo de Empresários e Profissionais Amigos da Criança). Com início na última semana, a entidade atenderá de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h, 30 participantes, com idade entre 6 e 15 anos, com atividades de aspecto físico e desenvolvimento pessoal.

De acordo com a coordenadora do projeto, Luciana Barros da Silva, a ideia de criar a iniciativa surgiu desde a implantação do bairro João Domingos, através do programa Minha Casa Minha Vida. Ela conta que a população foi atribuída ao espaço sem nenhuma estrutura ou recurso assistencial, pois os moradores procuravam a entidade para suprir necessidades básicas, como cestas básicas e outros serviços. “Ele [projeto] nasceu para contribuir na vida dos pequenos cidadãos. No início, chamamos os pais para explicar o objetivo da ação e percebemos o sentimento de gratidão pelo auxílio”. Para ela, família é um ponto de partida importante para funcionamento das atividades.

Para atender a demanda, a Casofa realizou uma série de reuniões com a Sedepp (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico), responsável pelo repasse de verba para a casa. “Nós tínhamos esse público para atender, mas não contávamos com uma equipe técnica para realizar esse trabalho”. Segundo Luciana, a chegada do Gepac nas discussões possibilitou a execução do projeto, pois com o novo recurso, seria possível fomentar transporte e alimentação para os participantes. “Foi uma luz para a gente resolver o problema, porque pensávamos na maneira que elas chegariam até a Casofa”. Ao todo, foram dois anos de planejamento diante da adequação necessária dos recursos financeiros.

Na execução do trabalho às crianças e adolescentes do bairro, a instituição pleiteou junto ao Gepac uma van que busca e leva os atendidos. Já na instituição, os jovens participam de atividades físicas como judô, recebem aulas de informática, além de atendimento com psicólogas e assistentes sociais. Se necessário, as famílias também são atendidas. As atividades diárias foram programadas, através de uma rotina montada pelos profissionais da educação. “Nossa expectativa é grande, trabalhamos com o foco no fortalecimento de vínculos há cinco anos. Antes atendíamos o João Domingos de forma diferenciada, era um assistencialismo imediato, através de doações esporádicas, agora o trabalho é contínuo”.

Segundo a responsável, a intenção é que com o tempo, o projeto possa acolher ainda mais participantes, assim, como aumentar a variedade de serviços prestados. Contudo, ela acredita que para transformar o desejo em prática, é necessária uma estrutura física maior, algo que a entidade não possui hoje. “Não é colocar várias crianças dentro de um espaço, nosso intuito é oferecer um serviço de qualidade mesmo, que eles venham e possam tornar-se pessoas melhores”.

Quem está gostando na nova agenda de atividades pela manhã é a estudante Heloisa Gabrielle Rodrigues, 7 anos. Correr na quadra e pular corda são as brincadeiras que mais gosta de fazer. “Acho que vir aqui me ajuda a brincar e estudar ao mesmo tempo. Vou querer vir todos os dias”.

 

SERVIÇO

Projeto Ramos

Data: Segunda a sexta-feira

Horário: 8h às 11h

Local: Casofa

Endereço: Rua Wiliam Edi Tedros, 171, Jardim Morada do Sol

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste