Carnaval exige mais hidratação de foliões

Clínico recomenda a ingestão de 2 litros de água para cada copo de bebida alcoólica; alimentação leve é outro fator em destaque

BEATRIZ DUARTE - Especial para O Imparcial • 11/02/2018 01:29:45

. Foto: José Reis, Estudante se prepara para dias de folia com água e remédios

Os foliões de plantão devem redobrar a atenção com a ingestão de líquidos para hidratação do corpo durante o carnaval. É o que ressalta o médico pneumologista Paulo José Mascarenhas Mazaro. Segundo o especialista, 60% do corpo humano é composto por água, principal componente do organismo. A boa hidratação durante os bloquinhos evita que o cidadão passe mal no período de festas. A exposição moderada ao sol e alimentação adequada são outros cuidados indicados.

Para Paulo José, é recomendável que as pessoas ingiram no mínimo, dois litros de água todos os dias. Durante o carnaval, essa quantidade pode dobrar com a ingestão de bebidas alcoólicas, O correto é que para cada copo de cerveja, devam ser tomados dois litros de água. Para destilados como, vinho, vodca e whisky, a hidratação deve ser ainda maior. Vale ressaltar que o excesso de álcool no corpo pode ocasionar, além da desidratação do corpo com desmaios, a má circulação do sangue e, em longo prazo, um prejuízo ao fígado.

 

Opções nutritivas

Sandra Cristina Genaro, nutricionista docente do curso de Nutrição da Unoeste (Universidade do Oeste Paulista), explica que uma das dicas mais importante no quesito alimentação para quem vai curtir o feriado é diminuir a gordura e carne vermelha, pois são alimentos que demoram para fazer a digestão. “Vamos supor que a pessoa faça a opção de comer muito churrasco, ingerindo bebida alcoólica junto. Quando ela sair de casa para a folia, pode ter uma congestão alimentar. Isso acontece porque o carnaval é como uma atividade física, que exige movimento, onde as pessoas pulam. E não cabem pratos de difícil digestão”.

Para ela, o ideal é uma dieta mais leve com uma alimentação rica em carboidratos, fonte de uma energia rápida. Pratos como macarrão, lanches naturais com peito de frango ou atum, saladas e frutas são opções mais saudáveis. No caso da ingestão de líquidos, os sucos naturais ou de polpas são os recomendáveis. “Não vale aquele feito antes e deixado na geladeira para ser consumido em outra hora, quando isso acontece ele perde as vitaminas e o teor nutritivo, torna-se apenas água com açúcar”. Além disso, água de côco e bebidas isotônicas são produtos que repõem os sais minerais que hidratam o corpo.

De acordo com a nutricionista, o indivíduo não pode sair para pular carnaval sem se alimentar, porque ele vai gastar muita energia do corpo, além de utilizar o estoque de glicose armazenado. A falta de refeição pode ocasionar  a hipoglicemia, falta de açúcar no sangue,. Nessa situação, a pessoa pode chegar a passar mal e desmaiar.

O outro dia pode ser difícil para quem exagerou na bebida alcoólica, mas uma dica caseira que Sandra deixa para os pacientes é a ingestão de canjas e outros caldos, que possuem todos os nutrientes para repor as energias. “É essencial a hidratação, antes, durante e depois da folia”, finaliza.

 

Preparação

A estudante de Psicologia, Caroline Ragonha, conta que como morava em cidade pequena, sempre curtia o carnaval de rua com a sua família. Frequentadora das folias em Sud Menucci (SP), sua cidade natal, Recife (PE) onde participou por três anos, Santa Fé (PR) e Ilha Solteira (SP), ela participa de todos os dias da festa. “Desde que me entendo por gente pulo carnaval, me fantasio com meus primos, participo de blocos e por cinco anos consecutivos fui a rainha de um dos blocos da minha cidade, entrava para dançar puxando o trio e o restante do pessoal”, relembra.

Ela conta que acaba não dando tanta importância para a alimentação e que sempre passa os cinco dias festa com cerveja, mas bebendo muito água para não se sentir mal. “Evito a ressaca com a hidratação, ou tomo algum remédio para o estômago antes e depois de beber”, diz.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste