Caratecas são pré-convocados para o Mundial

esporte

| JULHIA MARQUETI - Especial para O Imparcial

Gabriel Hamada, Izabela Rainho, Valéria Kumizaki e Rafael Bernardelli são nomes conhecidos para aqueles que acompanham o caratê brasileiro, principalmente na região de Presidente Prudente. Os quatro estão na lista de pré-convocados da CBK (Confederação Brasileira da modalidade) para o Mundial Sênior de 2018, que ocorre em Madri, na Espanha, entre os dias 5 e 11 de novembro. Consequentemente, todos os atletas presentes na lista já se classificam para a etapa final do Campeonato Brasileiro, marcado para outubro, em Contagem (MG).

O ano de 2017 foi crucial para estes atletas estarem nesta lista, já que participaram e venceram competições importantes, levando o nome do Brasil ao topo. No ano passado, Gabriel Hamada competiu pela Semepp (Secretaria Municipal de Esportes de Presidente Prudente), sendo treinado por Alexandre Serra. Já há algum tempo, enquanto concilia a faculdade de Engenharia, em Ilha Solteira (SP), e o caratê, o atleta volta para treinar apenas em alguns finais de semana, ficando por conta própria os treinamentos onde estuda.

Já a lutadora Valéria Kumizaki, que ocupa a segunda colocação no ranking mundial e primeira no Brasil, foi pré-convocada na modalidada shiai kumitê (combate) feminina, até 55kg. Ela compete pela equipe de Itajaí (SC). A carateca prudentina já iniciou os trabalhos em 2018, pelo Open de Paris, na França, onde foi desclassificada na terceira luta.

Na terceira colocação do ranking nacional, Izabela Rainho, que também disputa a categoria shiai kumitê, porém até 61kg, foi pré-convocada representando a equipe de Joinville (SC), O último, porém não menos importante, é do morador de Dracena, Rafel Bernardelli, que também teve o nome na lista. Em segundo lugar no ranking nacional, o atleta treina atualmente em Tupi Paulista.

 

Kumizaki

A 22ª edição do Karatê 1 Premier League teve início na sexta-feira e, pelo sétimo ano consecutivo, Paris recebe o certame que abriu oficialmente o calendário de eventos da WKF (Federação Mundial de Caratê, na sigla em inglês). A carateca prudentina Valéria Kumizaki começou bem a competição, mas não conseguiu ir adiante, como aconteceu nos anos anteriores. Ele ficou de fora na primeira luta e estreou apenas na segunda, com vitória sobre Natalia Szponder, da Polônia. No entanto, na terceira fase ela caiu diante da húngara Reka Molnar.

O Brasil foi à França com uma equipe composta por sete atletas e três árbitros: Claudina Aguiar e Williames Souza representaram o país no katá (luta imaginária). Giovanna Feroldi (-50kg), Valeria Kumizaki (-55kg), Douglas Brose (-60kg), Edemilson Gutz (-60kg), e Vinícius Figueira (-67kg), foram os representantes brasileiros no kumitê. Os árbitros do Brasil que atuaram no certame foram Ennio Cardoso, Celso Rodrigues e Eduardo Porchat.

Comente com o editor

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste