Carateca de 16 anos ganha ouro em Marrocos

esporte

| JULHIA MARQUETI - Especial para O Imparcial

No sábado, o carateca Gustavo Furuuti Fernandez conquistou mais um feito incrível na carreira. Disputando a Gymnasiada, maior competição escolar do mundo, o atleta nascido em Álvares Machado garantiu o primeiro lugar em sua categoria, -61 kg, contra um lutador da França. A competição ocorreu na cidade de Marrakesh, em Marrocos, e contou com a participação de 11 atletas brasileiros, incluindo mais duas da região Brenda Eduarda Sá e Nycole de Souza. Ambas conseguiram medalhas no torneio, e mantiveram a tradição do oeste paulista na competição. Brenda ficou com o ouro e Nycole com a prata, cada uma em suas respectivas categorias.

Com treinos diários após a aula, o atleta de apenas 16 anos, focava vencer o Mundial desde os 13 anos, por isso, os treinos foram ficando cada vez mais intensos e focados. Gustavo conta que quando está no tatame, nenhuma outra questão lhe interessa, a não ser: vencer. “Quando estou lá, não quero fazer mais nada além de lutar e buscar a vitória. Treino, faço dieta para estar ali, então é um prazer, mesmo que tenha um peso e uma responsabilidade importante, é isso que quero sempre fazer”, afirma.

Falando em dieta, Gustavo relembra o motivo que o fez descobrir o talento para luta. “Iniciei com sete anos porque estava meio fortinho na época e precisava perder peso, e foi quando descobriram meu potencial e a partir daí segui nas competições”, conta. Para ele, três ingredientes foram essenciais para chegar até aqui e que darão um futuro ainda melhor. “Foco, treinamento e insistência. Faço essas três coisas sempre, buscando meu melhor a cada dia”, destaca.

No ano passado, o carateca conquistou a prata no 1º Combat Games, na Índia, além de já ter a medalha do bicampeonato Pan-Americano. O quarto melhor do mundo e o primeiro no ranking brasileiro, Gustavo chegou a seleção brasileira aos 12 anos, e permanece até o momento.

 

 

Comente com o editor

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste