Capacitação na Estética

  • 07/11/2019 04:15
  • Maria Elisa Marin Marques Najas

Falar de beleza e estética não é tão simples quanto parece. O assunto requer experiência e muito estudo por parte do profissional que atua nessa área. O tema é bastante pertinente nesta época do ano, quando as clínicas ficam cheias e propagandas de tratamentos promissores se destacam na mídia. O brasileiro que, segundo estudos do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), gasta mais com beleza do que com comida, submete-se a tratamentos que prometem o corpo do verão, sem filtrar o que é publicidade séria e o que não passa de apelo comercial.

No dia a dia, nos deparamos com pessoas que buscam o tratamento do momento, porém, nem tudo o que é novidade funciona para todos da mesma maneira. O mercado infla com recursos que prometem resultados em tempo recorde. Mas será que tudo o que é divulgado é verídico? Alguns mitos rondam esse universo da estética e profissionais despreparados, muitas vezes, iludem seus clientes com falsas promessas e informações equivocadas.

Tratamentos estéticos não devem ser vistos como procedimentos inofensivos. Os riscos existem e não são pequenos

A drenagem linfática, por exemplo, um dos recursos mais realizados, é alvo de discussão. É um recurso manual de baixo custo, que tem seus resultados comprovados e, ao contrário do que se divulga por aí, deve ser realizada de forma lenta e suave, sem causar dor. Muito se confunde com a massagem modeladora, mais intensa, muitas vezes banalizada e realizada de forma inapropriada, causando dor e hematomas no cliente.

Já os tratamentos caros e os modismos que prometem resultados imediatos nem sempre são os melhores. Devemos ficar atentos quando a promessa é demais. Tem que se pensar, além de tudo, na segurança do cliente.

E para garantir essa segurança é importante deixar claro que tratamentos estéticos não devem ser vistos como procedimentos inofensivos. Os riscos existem e não são pequenos. Daí a importância de buscar profissionais devidamente capacitados, com formação universitária de qualidade, pois a busca do corpo em forma deve ser feita de maneira consciente e responsável.

 

 

 

 

 

ÚLTIMAS DO AUTOR

Maria Elisa Marin Marques Najas

Maria Elisa Marin Marques Najas

Maria Elisa Marin Marques Najas é mestre em Ciência Animal e docente do curso superior de tecnologia em Estética e Cosmética da Unoeste (Universidade do Oeste Paulista)

PUBLICIDADE