José Reis - Segunda-feira a campanha será aberta ao público em geral em 28 salas de Prudente

Foto: José Reis - Segunda-feira a campanha será aberta ao público em geral em 28 salas de Prudente

EXCLUSIVIDADE

Campanha de Vacinação termina hoje para grupos prioritários

Ao todo, 55.599 pessoas tomaram a dose - 84,60% das 67.269 que integram o público-alvo; segunda-feira a campanha será aberta ao público em geral

  • 07/06/2019 06:10
  • GABRIEL BUOSI - Da Redação

Segue até hoje, em Presidente Prudente, a imunização aos grupos prioritários da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe. A última chance foi estendida pela Prefeitura como uma compensação àqueles que na sexta-feira não puderam se imunizar pelo desabastecimento das doses. Ontem, a reportagem passou pelas salas de vacinação da cidade e não encontrou grandes movimentações ou filas expressivas, mas, por outro lado, ouviu moradores aliviados com a chegada das vacinas. A Prefeitura atualizou ontem os dados referentes à imunização, sendo que, ao todo, 55.599 pessoas tomaram a dose, ou seja, 84,60% das 67.269 que integram algum grupo prioritário. Na segunda, a campanha será aberta ao público em geral.

A dona de casa de 65 anos, Eunice Oishi, por exemplo, afirma que tinha viajado nas últimas semanas e que chegou a tempo apenas para participar da campanha no último dia, o que a pegou de surpresa com o desabastecimento. “Eu tive que percorrer cinco postos na cidade e não consegui encontrar em nenhum deles, fora a falta de informação dos próprios funcionários”. No entanto, ela comenta que soube das nove mil doses recebidas pela cidade, o que a fez se sentir “aliviada”. “Corri para cá, pois sei da importância que tem essa imunização, pois quero evitar ficar doente e sei que é meu direito, então aqui estou”, expõe.

Já a dona de casa de 60 anos, Dirce dos Reis, comenta que essa foi a primeira vez que participou da ação nacional, por causa da idade, e afirma que não conseguiu comparecer na semana passada, sendo esses dois dias uma boa oportunidade. “Até passei pelo posto na sexta, mas já sabendo que não teria mais doses. Hoje vim conferir e consegui ser vacinada e isso é bom, né? Até mesmo por causa da idade, sabemos que somos alvos fáceis”.

A aposentada de 69 anos, Clarice Vieira, por fim, afirma que “arrastou” até o último dia para participar da campanha por causa do marido que estava com gripe, para que ambos fossem juntos. Mas comentou que, assim que ele melhorou, a vacina acabou, assim como a disposição dele. “Meu marido comentou que não queria mais tomar a vacina, então vim sozinha mesmo. Quero me prevenir de doenças e essa é uma boa maneira. Se é para o bem, eu não vou descartar nunca”, finaliza.

Abaixo da meta

Segundo a Prefeitura, em relação aos grupos, os únicos a atingirem a meta preconizada pela OMS (Organização Mundial de Saúde), que prevê que no mínimo 90% sejam vacinados, foram os idosos, com 91,40%, e os trabalhadores da área da saúde, com 95,38%. No primeiro citado, dos 28.579, 26.114 tomaram a vacina, enquanto que no segundo, dos 8.941 que trabalham na área, 8.528 garantiram a dose.

“Nos demais grupos, o que se aproxima da porcentagem é o de puérperas. Das 354 em Prudente, 302 foram imunizadas, ou seja, 85,31%. Nos demais, a média ficou entre os 70%. No de gestantes, das 2.156 atualmente grávidas, 1.531 tomaram a vacina, o que compreende a 71%”. Já as crianças de seis meses a menores de seis anos, das 14.292 nesta faixa etária, exatas 10 mil foram imunizadas, o que representa 70%.

De acordo com a supervisora da VEM (Vigilância Epidemiológica Municipal), Elaine Bertacco, a maior preocupação são as crianças, “pois elas não vão sozinhas à unidade de saúde”. “Os demais prioritários são adultos, ou seja, assumem o risco quando não tomam a vacina. Já as crianças dependem de um responsável”, pontuou por meio da assessoria de imprensa.

Ela lembra que a partir de segunda-feira as vacinas serão dadas à população em geral, já que algumas unidades de saúde estão comunicando que o movimento está “tranquilo” e que a maior procura é por parte da população que não integra algum grupo. “Vamos trabalhar apenas com o estoque, pois não vamos receber novas doses”.

Serviço

As 28 salas de vacinação espalhadas pela cidade ficam abertas das 7h30 às 17h, com exceção dos sábados e domingos, quando não abrem.