Marcos Sanches/Secom - Evento contou com a participação de autoridades, representantes de entidades e população em geral

Foto: Marcos Sanches/Secom - Evento contou com a participação de autoridades, representantes de entidades e população em geral

DIREITO DE BRINCAR

Caminhada marca luta contra o trabalho infantil

Ação realizada ontem em Prudente buscou chamar a atenção da população para o tema, que impacta a vida de 2,7 milhões de crianças no Brasil

  • 10/06/2019 14:15
  • Da Redação

A programação da semana alusiva ao Dia Mundial, Nacional e Municipal Contra o Trabalho Infantil, em Presidente Prudente, foi aberta ontem com a 2ª Caminhada “Não leve na brincadeira: trabalho infantil é ilegal”. A largada foi por volta das 8h30, na Praça do Centenário, e contou com a participação de autoridades, representantes de entidades e população em geral.

A mobilização é realizada pela Prefeitura, por meio da SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), em parceria com o Fpeti (Fórum de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil de Presidente Prudente e Região).

No dia a dia, a pasta municipal realiza um trabalho preventivo contra o trabalho infantil por meio do monitoramento de situações que possam configurar esta situação. As ações ocorrem tanto em escolas quanto nos projetos sociais que atendem à população.

O prefeito Nelson Roberto Bugalho (PTB) ressalta a necessidade de chamar a atenção para esta causa. “É um problema que ainda persiste e temos a importante missão de divulgar e levar esta consciência para os cidadãos”, expõe. Segundo o prefeito, muitos não têm noção da gravidade e da ilegalidade e imoralidade que o trabalho infantil representa para a comunidade.

O juiz especial da Infância e Adolescência, Mouzart Luis Silva Brenes, informa que é preciso apoiar a luta contra o trabalho infantil, porque ele ainda existe em pleno século 21. Segundo dados da OIT (Organização Internacional do Trabalho), no mundo há 153 milhões de vítimas do trabalho infantil. No Brasil, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2016, são 2,7 milhões de crianças e adolescentes vítimas da situação. “Aqui em Prudente, realizamos um mapeamento do trabalho infantil a partir de pesquisas realizadas em escolas estaduais e municipais. Foram identificadas situações que podem caracterizar o trabalho infantil e, agora, estão sendo feitas buscas ativas para constatar se elas se confirmam ou não”, afirma.

Hoje, as atividades tiveram prosseguimento com uma audiência pública com entidades formadoras do Programa Aprendizagem. O evento ocorreu no Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) do município.

 

saiba mais

Símbolo da campanha, o cata-vento é uma alusão lúdica a um instrumento muito usado pelas crianças e que representa a infância e o direito que estas têm de brincar, sonhar e estudar.

 

Programação

12/06

Evento em todas as escolas da rede pública de Presidente Prudente e região

Tema: Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil

Horário: 9h e 15h

 

15/06

FPETI- PPR (Fórum de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil de Presidente Prudente e Região)

Horário: 9h

Local: Praça 9 de Julho

 

Com Secom