CARNAVAL 2019

Busca por pousadas no feriado movimenta a região

Espaços próximos de rios e balneários na região se tornam boas opções para quem quer aproveitar o feriado prolongado na calmaria do interior e com a família

  • 03/03/2019 10:00
  • GABRIEL BUOSI - Da Redação


Pouca gente sabe ou sequer imagina, mas a região oeste do Estado de São Paulo possui um vasto leque de opções de lazer para quem quer aproveitar a folia do carnaval. Além do público já acostumado da região de Presidente Prudente, é comum encontrar em pousadas e hotéis a presença de turistas de diversos Estados e que não dispensam a calmaria do interior. A procura por uma vaga, por causa disso, é intensa nos dias que antecedem a data e movimenta algumas unidades com a chegada do feriado prolongado, que inclusive contam com fila de espera.

O gerente geral do Canto Verde Hotel, em Rancharia, Cícero de Oliveira, por exemplo, afirma que neste ano, antes dos 10 primeiros dias de janeiro todas as vagas da unidade foram ocupadas para o feriado prolongado, de forma que o gerente teve uma lista de fila de espera que passava de 20 famílias. “Caso haja alguma desistência, entramos em contato e ofertamos o quarto e os pacotes que estão disponíveis. É muito satisfatório ver que o pessoal vai aproveitar da melhor maneira possível essa data”.

Ainda segundo Cícero, essa foi uma procura atípica, já que às vésperas do carnaval do ano passado ainda era possível encontrar vagas disponíveis, e o cenário pode representar uma recuperação econômica, além de significar lucro para os empresários da região. “Para atender a um público maior, disponibilizamos convites de mesas para a festa que tivemos no sábado de carnaval. Mesmo que a pessoa não se hospede, ela tem a chance de curtir nosso ambiente por um dia”.

Já na Pousada do Leão, em Rosana, a funcionária de serviços gerais, Silvana Gonçalves, afirma que para este ano a movimentação segue pouco menos que a do ano passado, mas que os números não representam nenhuma negatividade em relação ao fechamento de pacotes. “Acho que é mesmo por ser brasileiro, as pessoas deixam para a última hora e neste ano, por cair em março a festa, elas teriam mais tempo para se programar. De qualquer forma, muitos nos procuram em cima da hora e nossas expectativas são as melhores”, finaliza. Próximo do dia 20 de fevereiro a ocupação já era de 50% para o carnaval e a expectativa era a de lotação até dias antes da festa.