COTIDIANO

Busca de reconhecimento nas redes sociais resulta em condutas racistas

  • 04/04/2019 04:00

Precisamos falar de preconceito racial. O assunto já está saturado na mídia mundial e nacional, mas, mesmo assim é necessário levar a informação para que sociedade entenda de uma vez por todas que racismo é crime! Nesta terça-feira, as redes sociais foram tomadas por diversas opiniões a respeito da conduta de duas clientes de uma rede de lanchonetes que destratou com frases racistas o funcionário que fazia a limpeza do local. Nas imagens, que foram gravadas por uma das jovens que praticou o ato e que postou o vídeo no perfil do Instagram, elas exclamam expressões como “isso mesmo, limpa para eu ver”, “lambe o chão”, em referência ao funcionário negro que aparece no vídeo com uma vassoura em mãos.

Em outra gravação, uma das meninas mostra o rosto e diz que “não era porque o menino era preto não, porque ainda tem pretos bonitinhos, mas ele é um preto feio e horroroso”. O caso chamou a atenção não apenas pelo fato de as jovens terem destilado o ódio contra o rapaz, mas, pelo vídeo ter sido publicado na rede social como se fosse um entretenimento qualquer.

Em épocas em que o ganho de curtidas, comentários e compartilhamentos rendem satisfações aos usuários do universo cibernético, é preciso ter cautela. O preconceito racial, muitas vezes velado na sociedade, toma as caras na internet onde pode ser praticado sem medo. E não apenas em vídeos, mas em comentários que apoiam situações semelhantes à mencionada. Tudo em busca de reconhecimento.

Depois que o vídeo tomou repercussão, uma das envolvidas se posicionou e disse que namorou o funcionário por seis anos, sem justificar a conduta. Da mesma forma como ocorre com todos os “arrependidos” na internet, postou fotos com o rapaz e admitiu o erro por estar “fora de si”. Aliás, não existe explicação para uma conduta deste tipo. Mesmo que o preconceito racial esteja sendo debatido em escolas, universidades e demais ambientes de formação, ao que parece, o caráter de quem já nasceu com a arrogância dificilmente poderá ser modificado depois que já adquiriu posturas inadequadas. Dependendo do grau em que as palavras são destiladas, a vítima poderá ter problemas futuros, o que contribuirá de forma negativa para o desenvolvimento.