Polícia Militar: Droga estava em fundos falsos de um veículo Chevrolet/Onix

Foto: Polícia Militar: Droga estava em fundos falsos de um veículo Chevrolet/Onix

FLAGRANTE

Baep detém motorista com 49 kg de maconha em carro

Durante a apreensão do entorpecente, a Polícia Militar constatou incoerências no Certificado de Licenciamento Anual do veículo, e alterações no registro do chassi

  • 03/06/2019 18:20
  • ROBERTO KAWASAKI - Da Redação

A equipe do 8º Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia) apreendeu 49 kg de maconha que estava escondida em fundos falsos de um veículo, na estrada vicinal Engenheiro Isaac Amaral Alves, que dá acesso à Rodovia Arlindo Béttio (SP-613), em Primavera, distrito de Rosana. O fato ocorreu no sábado à noite, e resultou na prisão em flagrante de um homem de 30 anos, morador de Montes Claros, Minas Gerais.

Segundo o batalhão, o entorpecente estava dentro de um veículo Chevrolet/Onix, com placas de São Paulo. Em vistoria veicular, os militares constataram indícios de fundo falso no automóvel, o que foi constatado após busca minuciosa.

Diante do flagrante, o homem foi questionado a respeito do entorpecente. Conforme a polícia, ele aparentava estar nervoso e apresentou respostas incoerentes após as perguntas dos militares. No entanto, acabou confessando que havia sido contratado para fazer o transporte, e que pelo serviço receberia R$ 5 mil.

Veículo desmontado

O veículo foi levado à Delegacia de Polícia Civil de Primavera, local onde ocorreu a desmontagem do carro. O serviço contou com o auxílio do Corpo de Bombeiros. Além da grande quantidade de maconha apreendida, outro fato chamou a atenção das equipes policiais. De acordo com o capitão PM Ives Minosso de Almeida Ramos, verificou-se inautenticidade no CLA (Certificado de Licenciamento Anual), uma vez que se tratava de documento de veículo adulterado, e modificações no número do chassi e placas.

“Esse veículo é o que chamamos de dobra, ou dublê. É um [um automóvel] nas mesmas características de um [carro], montado com o chassi de outro. Por esse motivo, ficou apreendido para ser periciado pela delegacia”, explica o capitão.