em debate

Audiência sobre uso do PUM como camelódromo ocorre nesta sexta-feira

  • 22/11/2019 09:48
  • DA REDAÇÃO

Nesta sexta-feira, a partir das 19h30, os vereadores da 17ª Legislatura da Câmara Municipal de Presidente Prudente realizam audiência pública para ouvir a população em relação ao relatado pela Defensoria Pública do Estado de São Paulo, pais de crianças e professores sobre a ideia do Executivo em transferir os boxistas do camelódromo para o PUM (Parque de Uso Múltiplo.

O requerimento 10.108/17 foi apreciado e aprovado na sessão ordinária de segunda-feira. O texto é de iniciativa de todos parlamentares.

Foram convidados para a audiência pública os pais e os alunos que praticam atividades esportivas no Parque de Uso Múltiplo, bem como professores das escolinhas de formação desportiva; Promotoria da Infância e Juventude, do Ministério Público em Presidente Prudente; titular da Promotoria do Meio Ambiente, que trata da ação civil pública sobre a questão do camelódromo na Praça da Bandeira; Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente; secretários municipais de Desenvolvimento Econômico (Sedepp), Esportes (Semepp) e de Assuntos Jurídicos e Legislativos; Defensoria Pública; e outras entidades que quiserem contribuir com os debates.

Além disso, cabe ressaltar que a audiência é aberta ao público, que também pode fazer uso da palavra, por até cinco minutos, mediante inscrição antes do início do encontro.

Relembre

Os parlamentares prudentinos decidiram pela realização da audiência após reunião com pais de alunos durante a sessão do dia 11. Na ocasião, eles também entregaram ofício formalizando o pedido.

Em seguida, a Defensoria Pública também encaminhou documento ao Legislativo prudentino apontando a necessidade de uma audiência pública para tratar do assunto. O texto foi assinado pela defensora pública Giovana Devito dos Santos Rota, juntamente com os assistentes sociais Isabelle Almeida de Oliveira e Tarciso Rinaldo da Silva.

De acordo com o ofício, o pedido ocorre após representação de pais de alunos junto à Defensoria Pública, bem como de associações locais que utilizam o PUM para práticas esportivas. Dessa forma, foi solicitada a realização de uma audiência pública para que “referidos grupos possam expressar suas opiniões e argumentos sobre as modificações do espaço que lhes é concedido atualmente para as práticas de esportes”.

Já os pais, no documento lido em sessão, lembraram que as instalações do Parque de Uso Múltiplo foram colocadas como opção pelo Executivo para a instalação dos boxistas que atualmente utilizam a Praça da Bandeira durante a reforma da mesma. Fato este, de acordo com o texto, “que causou grande preocupação” para as mães que acompanham a vida dos filhos para a realização de atividades físicas no local.

DA REDAÇÃO

DA REDAÇÃO

Jornalista da Redação

PUBLICIDADE