ASPIRANTES

Atletas somam seis medalhas na decisão do Paulista de Judô

13 atletas da região de Presidente Prudente participaram da competição, em São Bernardo do Campo

JULHIA MARQUETI - Especial para O Imparcial • 03/10/2018 05:30:00

Para participar da fase final do Campeonato Paulista de Judô Aspirantes 2018, 13 atletas da região de Presidente Prudente pegaram a estrada rumo a São Bernardo do Campo no último final de semana. No total, dez atletas representaram Presidente Venceslau, por meio da AVJK (Associação Venceslauense de Judô Kenshin), e outros três pela Associação de Judô Bushido, de Prudente. A competição, que não classificava diretamente para o Campeonato Brasileiro, levou alguns dos atletas para a fase interregional da categoria.

Ao todo, foram seis medalhas conquistas, sendo duas de ouro, duas de prata e duas de bronze. Os grandes destaques foram Jhenifer Silva, campeã na categoria adulto, e João Gabriel Marmol, campeão na categoria sub-9. “Os dois foram brilhantes e conquistaram a medalha de ouro para Venceslau. Os outros destaques individuais foram os vice-campeões João Pedro Damasio e Erika Fernanda, ambos da categoria sub-15. Além do atleta Fabrício Guillen, terceiro colocado na categoria adulto”, enfatizou o sensei Lucas Araújo.

Por Prudente, apesar das três participações, apenas um ganhou medalha. Fabio José Santos Ferreira, que retornou às competições neste ano. “Ficou muitos anos parado, lutou na adolescência, voltou no ano passado e treinou forte para chegar lá e fazer boas lutas. Cometeu um erro na semifinal, acabou perdendo, mas voltou na repescagem e ganhou. Foi muito importante a participação dele, com o retorno que ele teve a dedicação que o transformou em um atleta forte e que promete”, destaca o treinador Paulo Costa Júnior.

Mesmo que Juliana Camilo da Silva e Vagner Souza Machado não tenham retornado com medalhas, Paulo fez balanço positivo da equipe. “No geral foi muito boa. Nós tivemos a Juliana com ótima participação, com duas lutas fortes, e apesar de ter sido finalizada é uma promessa para os próximos anos. O Vagner fez três lutas e acabou sendo desclassificado na disputa de terceiro e ele ficou na quinta colocação”, explica.  

Com a falta de recursos, o treinador destaca a dificuldade de participar da competição. “Essa participação foi bem difícil, mas ainda bem que tivemos alguns patrocinadores que nos ajudaram como Colégio Criart, escritório Prudentac, Relojoaria Nippon, Vistori vistoria veicular e Sorveteria Gelita”, pontua Paulo.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste