ASSPP promove curso de Libras para população

Prudente

| BEATRIZ DUARTE - Especial para O Imparcial

Como abertura das atividades de 2018, a ASSPP (Associação dos Surdos e Surdas de Presidente Prudente e Região) Dorvalino Paixão iniciou nos últimos dias as aulas de Libras (Língua Brasileira de Sinais) ministradas para a comunidade. O curso tem duração de quatro meses, com encerramento previsto para junho. Estão disponíveis 30 vagas por turma e os valores variam de R$ 40 a R$ 80. Sem repasse de verba pública, o recurso adquirido através dos cursos e eventos beneficentes é destinado para manter a associação aberta.

Maria Darcy Mariz Morano, uma das responsáveis pelo Conselho da ASSPP, explica que a diretoria da entidade é composta por deficientes auditivos. Ela e mais alguns voluntários realizam o trabalho de intérprete no dia a dia para ajudar e apoiar o serviço desenvolvido. Segundo ela, “a inclusão dos surdos na sociedade ainda é uma coisa lenta e pequena, e muitas pessoas não conhecem sobre o assunto”. “Acredito que a iniciativa da associação é um grande passo, ele ainda é pequeno, mas é o começo”.

Atualmente, a entidade atende cerca de 60 pessoas, fora os demais que a associação presta apoio. Os cursos de libras são oferecidos para crianças, adultos e ouvintes, para que eles possam aprender a se comunicar na língua de sinais, além do atendimento psicológico para adolescentes e familiares. Os serviços visam capacitar os pacientes e as famílias. Administrado por profissionais, o espaço possui parceria com algumas escolas que fornecem professores voluntários.

Questionada sobre a importância da colaboração, Maria Darcy explica que alguns dos funcionários necessitam de pagamento de salário e por isso os cursos são cobrados. Os interessados em contribuir com o funcionamento da entidade podem associar-se à mesma por R$ 20 mensais. Com recursos captados, a ASSPP pode passar para o próximo passo rumo à verba pública, a conquista do espaço físico próprio. “Para conseguirmos esse benefício do governo, precisamos ter o título de utilidade pública, e um dos critérios é ter uma sede. Os outros itens, como dois anos de existência, vamos completar em abril”, explica. Atualmente a entidade está alojada no salão da Catedral São Sebastião.

Para Maria Darcy, é importante que as pessoas tenham a disponibilidade para apoiar a associação para que ocorra uma real inclusão dos surdos na sociedade. Sem apoio da população geral, eles não conseguem se inserir ativamente. “É um trabalho muito necessário, porque senão as pessoas ficam muito sozinhas nesse mundo. Ter uma pessoa com necessidades especiais na família já é difícil, sem ter um acompanhamento diário torna-se mais complicado”, afirma.

 

Colaboração

O Rotary Club Presidente Prudente Norte esteve presente no retorno das atividades da ASSPP e realizou a doação de um projetor e uma tela para a associação. De acordo com o presidente do Rotary Club, Marcelo Flávio Cezário, o projeto foi enviado para a comissão do Rotary Internacional, que enviou verba para a compra dos itens. “Ele foi aprovado porque tem um apelo muito grande, que é a inclusão do deficiente na cidade. A nossa intenção é facilitar o ensino da língua de sinais, tanto para os deficientes como para os ouvintes”. Para ele, este era um dos fatores que faltavam para a associação conseguir atender ainda mais a sociedade.

 

SERVIÇO:

Curso de Libras

Datas e horários: quartas-feiras, das 19h às 21h30; e sábados, das 15h às 19h30

Local: Salão Paroquial da Catedral São Sebastião

Cidade: Presidente Prudente

Endereço: Rua Ribeiro de Barros, 1.771, sala 02, centro de Prudente

Valores: sócios R$ 40, surdos R$ 50, familiares R$ 50, não sócio R$ 80

Comente com o editor

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste