PESO PALHA

Ariane Sorriso fatura cinturão do Thunder Fight 17

Prudentina bateu Aline Reis com nocaute e Joice Maria por decisão unânime dos árbitros

JULHIA MARQUETI - Especial para O Imparcial • 06/11/2018 05:02:00

Com duas vitórias na mesma noite, prudentina se vê próxima de uma vaga no UFC. Foto: Cedida/Ariane “Sorriso” Carnelossi

O sábado foi mais um dia marcante na carreira de Ariane “Sorriso” Carnelossi. A prudentina, pertencente a equipe Inside, participou pela primeira vez de um GP Peso Palha, válido pelo evento Thunder Fight 17, uma das principais competições de MMA (Artes Marciais Mistas, na sigla em inglês) do Brasil. Sem sentir o peso da nova experiência, Sorriso ganhou a torcida presente quando bateu por um rápido nocaute Aline Reis, em sua primeira luta da noite e, logo em seguida, com decisão unânime dos árbitros, conquistou o cinturão da modalidade ao derrotar Joice Maria.

Acumulando 11 vitórias em sequência, Sorriso contou que treinou muito para o evento. “Estava preparada, focada e confiante. Trabalhamos muito nesses últimos meses para conseguir esse cinturão”, enfatiza. Além disso, a lutadora explica a importância da prova e da conquista na sua trajetória rumo aos seus principais objetivos. “Esse cinturão tem um significado muito grande para minha carreira. Pois além de ter sido duas lutas na mesma noite, também é um cinturão de um dos maiores eventos de MMA do Brasil. Então foi um grande passo para conseguirmos contratos para eventos fora do país”, relata.

Com a sensação de dever cumprido, Sorriso apenas foca agora nos próximos treinos e próximos degraus, ou octógonos, em que quer subir. “Vim embora com a sensação de ter feito bem o trabalho e acredito que logo logo chegaremos ao tão sonhado UFC”, afirma.

Passando pela primeira experiência, ter derrubado a oponente por nocaute logo no início da primeira luta foi o grande acerto da noite. “Foi bom por conta do desgaste. Então entrei na segunda luta mais descansada. Mas foi uma ótima experiência. O nervosismo é um pouco maior, você precisa estar mais preparada e, mesmo depois da primeira vitória, não deu para comemorar muito, porque tem que se manter focada pra próxima luta”, comenta, afirmando também que a felicidade ocorreu em dobro, após muito esforço.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste