Número 1

Ariane Sorriso defende vaga no Thunder Figth

Ocupando o 1º lugar no ranking nacional, prudentina quer manter sequência de 9 lutas sem perder

JULHIA MARQUETI - Especial para O Imparcial • 07/10/2018 05:00:00

Foto:  Cedida/ Ariane Sorriso: Detentora do cinturão, número 1 do ranking nacional vai defender título em São Paulo

O último um mês e meio foi movimentado para a lutadora Ariane Sorriso. Em busca de se manter na boa colocação do ranking nacional do MMA (Artes Marciais Mistas, na sigla em inglês), onde se vê a frente de todas as outras no primeiro lugar, a prudentina também busca defender seu cinturão. O compromisso da vez se trata do Thunder Fight, uma das cinco competições mais importantes do Brasil na modalidade, que ocorre em São Paulo no dia 20 de outubro. Com duas lutas na noite, Sorriso tem dois desafios para vencer na categoria Peso Mosca, sendo o primeiro, naturalmente, contra as lutadoras, e o segundo se tratando da primeira vez em que a tem de lutar duas lutas na mesma noite.

Treinando três horas por dias, durante os sete dias da semana, Sorriso, lutadora da equipe Inside Gold Team, de Presidente Prudente, admite que os últimos dias têm sido mais intensos, já que a data se aproxima cada vez mais. “Estou treinando mais forte do que normalmente treino. Estou preparada. Venho de praticamente um mês e pouco me dedicando ainda mais e como adiou, vou estar treinando mais tempo, ficando mais forte e preparada”, destaca a lutadora, relembrando que a data inicial da competição estava marcada para o dia 6 de outubro, mas foi mudada devido as eleições do país.

Segundo ela, as expectativas nunca devem ser pequenas, ainda mais vindo de nove vitórias consecutivas. “São as melhores [expectativas] possíveis, com dois nocautes, nas duas lutas da noite”, enfatiza. Mas para isso acontecer, Sorriso ainda tem que passar por uma novidade: o fato de ser a primeira vez em que vai lutar MMA duas vezes na mesma noite. “Preocupa porque é a primeira vez, mas a gente nunca caiu em evento assim, mas já estou acostumada a lutar mais de uma luta por dia de outras modalidades. Tivemos que trabalhar um pouco mais a estratégia da luta, porque fazer seis rounds é um pouco complicado, mas acreditamos que estou pronta sim”, destaca.

Atual detentora do cinturão, a prudentina não foge quando é questionada se permanece com ele ou não. “Com toda certeza vamos voltar com ele para a cidade mais uma vez, não aceito menos que isso”, ressaltou.

 

 

 

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste