BONITO

Aqui a natureza reina soberana

Beleza da região não se traduz em palavras, não se descreve facilmente. É preciso estar lá para explorar

10/12/2018 08:14 • Da Redação
Uma das principais atrações é o rafting de 8 km feito em balsas de borracha infláveis até a Ilha do Padre Uma das principais atrações é o rafting de 8 km feito em balsas de borracha infláveis até a Ilha do Padre

O município de Bonito, no Mato Grosso do Sul, é conhecido como “paraíso das águas”. E se o codinome que recebeu não é mera força de expressão, também se pode dizer que uma cidade nunca mereceu tanto o nome que tem. De fato, quem vai a Bonito não tem como ficar indiferente com a limpidez das águas dos rios e a beleza da paisagem do lugar.

Bonito é um paraíso para quem gosta de praticar rapel, mergulho, trekking, cavalgada, motocross, rafting ou para os que preferem simplesmente contemplar a natureza.

Distante 600 km de Presidente Prudente e 1.200 km de São Paulo, a região de Bonito possui centenas de cachoeiras, lagos, rios, mais de 80 cavernas, grutas e paredões rochosos e flora e fauna riquíssimas.

Para quem pensa que uma quantidade tão grande de atrações ecológicas em uma mesma região não apresenta diferenças, Bonito desfaz esta ideia. Cada passeio reserva uma surpresa e tem beleza e característica própria.

Berço de três rios de águas cristalinas -Baía Bonita, Prata e Sucuri - uma viagem pelas águas de pelo menos um destes sítios ecológicos é obrigatória para quem visita a região. Os passeios são feitos por meio de flutuação, com roupas de neoprene e snorkel, proporcionando ao visitante um contato direto com peixes e plantas e uma visão deslumbrante da paisagem que existe no fundo dos rios.

A visão de uma catedral gótica decorada com esculturas naturais faz de uma visita a uma das grutas ou cavernas da região um passeio imperdível.

Para contemplar a região e fazer um programa divertido, o passeio de bote pelo rio Formoso está em quase todos os roteiros de quem vai a Bonito. O rio tem pequenas cachoeiras e quedas d‘água que proporcionam um rafting leve e que pode ser feito até por crianças.

Veja a seguir alguns dos principais roteiros de Bonito:

Abismo Anhumas

Uma abertura no chão com profundidade de 72 m por onde se desde em rapel chegando-se a um lago de água cristalina do tamanho de um campo de futebol. No lago é possível praticar mergulho livre ou autônomo. Na parte seca pode-se ver espeleotemas de várias formas - verdadeiras esculturas produzidas pela natureza.

Gruta do Lago Azul

Após uma descida de 100 m o visitante chega a um lago de águas azuis. O teto e o piso da gruta são repletos de espeleotemas de várias formas.

Parque Ecológico

Dentro de um enorme aquário. É assim que o turista se sente ao percorrer os 900 m das águas cristalinas da Baía Bonita. Antes de chegar ao encontro de três rios, percorre-se uma trilha no meio da mata onde se pode ver várias espécies de árvores nativas. No final da trilha, pode-se brincar em uma cama elástica dentro do rio e deslizar suspenso por um sistema de carretilha fazendo um mergulho no rio.

Rio da Prata

Antes de se chegar à nascente do rio da Prata o visitante faz cerca de uma hora de caminhada em uma trilha aberta na mata. No meio do caminho são frequentes os encontros com macacos, porcos do mato, mutuns (pássaro da região), além de se ter a oportunidade de observar vários tipos de árvores como a aroeira, o jatobá-mirim e o bacuri.

Flutuação

A partir da nascente do Rio da Prata começa a descida do rio pela superfície, fazendo-se flutuação com roupas de neoprene e snorkel, que permite a observação da fauna e da flora subaquáticas. Dourados, pacus, pintados, piraputangas, cacharas e mato-grossos são alguns dos peixes que aparecem em grande quantidade ao longo do percurso. A água, brotando do fundo do rio como se fosse um pequeno vulcão, é um espetáculo à parte que pode ser observado durante o percurso. No final do passeio, um bufê com comida típica de fazenda aguarda o visitante na sede do parque.

Rio Sucuri

Apesar do nome, o Rio Sucuri não apresenta qualquer perigo. São 2 km de descida em uma leve correnteza onde se pode fazer flutuação com snorkel para observar a fauna e a flora subaquática. O Sucuri é um dos rios mais cristalinos da região.

Rio Formoso

Percurso de 8 km feito em balsas de borracha infláveis até a Ilha do Padre, passando por três cachoeiras e uma corredeira. Durante o passeio pode-se ver vários pássaros da região. O rafting leve pode ser feito até por crianças e idosos.

Ilha do Padre

As inúmeras cachoeiras e piscinas naturais no meio do rio Formoso são as atrações da Ilha do Padre. A infraestrutura é simples, com lugar para fazer camping com banheiros, chuveiros, churrasqueiras, piscina para crianças e quadra de vôlei de areia. Não é necessário acompanhamento de guia turístico.

Boca da Onça

Passeio ideal para quem quer fazer caminhada no meio da mata. São 4,5 km de caminhada passando por 12 cachoeiras, inclusive pela maior do Estado, com altura de 156 m. Após o passeio, em frente ao receptivo com bar e restaurante há duas piscinas com água corrente onde se pode nadar ao lado de dourados, piraputangas e cacharas.

Balneário

Fica às margens do Rio Formoso. Nadar entre piraputangas, dourados e curimbas e tomar banho de cachoeiras são os atrativos deste balneário. Uma carretilha com a qual se pode deslizar por uma corda até cair no rio, uma quadra de vôlei, um campo de futebol e a observação de aves e macacos completam o passeio.

Balneário

As águas cristalinas permitem uma visão nítida de peixes de cores e tamanhos variados.

Os turistas têm a sensação de mergulhar num aquário, entre cardumes, nas águas cristalinas