Após derrota, Venceslau enfrenta Sampaio Basquete

REVÉS SEGUIDO Confronto na sexta terminou com placar favorável para o Uninassau, mas equipe tenta recuperação hoje em São Luís

GABRIEL BUOSI - Da Redação • 25/03/2018 09:39:37

feira. Foto: Cedidas/André Aon/LBF, Técnico Flávio Prado conversa com as meninas da equipe durante o jogo de sexta

Uma das melhores partidas disputadas pela temporada, assim define a LBF (Liga de Basquete Feminino) sobre a disputa entre Uninassau e Basquete Venceslau, na noite de sexta-feira, no Recife (PE). Com quartos acirrados, a vitória ficou pelo time da casa, por 86 a 83. A derrota para o time da região, conforme a LBF, marca uma trajetória da equipe de Flávio Prado sem placares favoráveis desde o dia 15 de fevereiro. O técnico, no entanto, garante que o jogo foi emocionante e diz que as meninas esperam por resultados melhores nas próximas partidas. E a primeira delas ocorre hoje, em São Luís (MA), contra o Sampaio Basquete.

Ainda segundo a LBF, as duas equipes ultrapassaram a marca dos 50% de aproveitamento geral e produziram um dos placares mais altos da Liga. “Quem brilhou foi Macarena D’Urso, de Presidente Venceslau, que apesar da derrota, fez 32 pontos e atingiu a maior pontuação da temporada”, diz a LBF. O quinto revés seguido fez o time venceslauense cair para a oitava colocação, conforme a Liga, com apenas três vitórias em onze jogos.

O primeiro quarto foi marcado pela saída na frente de Uninassau e terminou com 21 pontos para equipe, contra 22 para o Basquete Venceslau. O segundo quarto terminou empatado em 17 para cada e o terceiro com um ponto favorável para o Uninassau, com placar de 21 contra 20. O último e decisivo quarto marcou a vantagem do time da casa, quando o jogo encerrou com 27 para o Uninassau e 24 para o Basquete Venceslau.  A partida ocorreu no Ginásio Wilson Campos. 

De acordo com o técnico, o jogo pode e deve ser classificado como bom, por ter sido uma disputa emocionante aos olhos dos torcedores presentes. “Quem viu, gostou. Mas a gente sabe e espera que a cada dia nosso trabalho seja melhorado, pois precisamos nos dedicar e concentrar mais para logo termos a oportunidade de continuar a fazer bons jogos e atingir resultados positivos”, explica.

 

Compromisso

Sobre o jogo de hoje, que ocorre a partir das 10h diante do Sampaio Basquete, no Ginásio Costa Rodrigues, no Maranhão, Flávio ressalta que na tarde de ontem seria feito um trabalho de regeneração e alongamento para as atletas, além de cuidados com a alimentação. “Vamos tentar descansar, mesmo com o pouco tempo que temos, já que saímos de Recife às 4h de ontem e o jogo de amanhã [hoje] já ocorre às 10h”.

Vale lembrar que as duas equipes já se enfrentaram em jogo válido pelo primeiro turno, no dia 17 de fevereiro, em Presidente Venceslau. Na época, os times ofereceram ao público presente um jogo eletrizante que, mesmo com erros em ambas as defesas, atingiram uma pontuação alta para os padrões do basquete feminino brasileiro. Na ocasião, O Uninassau venceu por 77 a 76.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste