Álvares Machado Ação social proporciona dia especial a crianças

 05/12/2017  - ANNE ABE - Especial para O Imparcial

A A A

O Papai Noel fez a alegria dos alunos da Emeif (Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental) Mercedes Sanches Yamafuko, de Álvares Machado, durante a manhã de ontem. Na ocasião, o bom velhinho entregou presentes a 207 crianças, com faixa etária de 4 a 6 anos, que também puderam participar de atividades recreativas e saborear sorvetes, pipoca e algodão-doce. A ação social faz parte da campanha Uninatal: Movidos pelo bem, promovida por meio da parceria entre a Uniodonto, a Sicoob (Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil) e a Unimed, que tem sequência hoje, na Escola Recanto do Amanhecer - Centro de Educação Infantil. No local, outras 157 crianças, de seis meses a três anos, também serão presenteadas.

A data já se tornou algo esperado pelas crianças da escola, o que para a gerente da Uniodonto, Aline Siqueira Alves, demonstra o impacto que possui na comunidade, haja vista que, para alguns, essa é a única festa e presentes que recebem na época do Natal. A gerente explica que a ação está na sua 13ª edição, mas anteriormente a campanha levava outro nome e não contava com a parceria entre as outras cooperativas. “Na ação praticamos dois princípios do cooperativismo: o interesse pela comunidade e a intercooperação. É importante para as crianças e também para os funcionários, que se envolvem com voluntariado. Unimos forças para contribuir ainda mais com a comunidade”, explana.

Além desses princípios, o analista de marketing da Unimed, Eduardo Macedo, destaca a responsabilidade social desenvolvida a partir da ação, ao atender as crianças em condições de maior vulnerabilidade e carência. “As crianças precisam ter esse apoio. Muitas delas não possuem condições para receber presentes e, com isso, conseguimos promover um pouco de esperança. Não é só o brinquedo, é também o voluntariado”, pontua.

 

À espera do bom velhinho

Ao longo do ano, as crianças aprendem o verdadeiro significado do Natal, que vai além do Papai Noel e dos presentes, segundo a diretora da escola, Sônia Domingues Galante, que considera a ação uma forma de fazer o fechamento de tudo o que é passado, a partir da solidariedade, além do lado lúdico do espírito natalino. “Grande parcela dos alunos é carente e, para alguns, este será o único presente. Eles esperam muito por essa data, ficam ansiosos. Já virou uma tradição, que gera alegria, motiva e sensibiliza a todos”, expõe.

Neste Natal, Raissa Fernanda Pereira dos Santos, 5 anos, diz que quer comprar diversos pisca-piscas, para deixar a casa enfeitada e colorida. A aluna considera as luzes divertidas e conta que pretende usá-las para comemorar o nascimento de Jesus e também a chegada do Papai Noel. “Acho muito bonito, vejo na casa dos outros e fiquei com vontade. De presente, queria ganhar xícaras e um bule para brincar de chá da tarde, que é o que mais gosto, mas tenho que usar as coisas da mamãe”, relata.

Para Sophia Melissa Redressa Anjos, 4 anos, o Natal representa um momento de reunir a família e comemorar. Conta que, na semana da data especial, realiza diversas atividades com seus pais, irmãos e primos, como fazer biscoitos. “Gosto tanto do Papai Noel, acho ele muito bonzinho. Vou pedir para ele levar uma carta para os meus primos que moram longe. Assim, eles vão poder vir para comemorar o Natal com todo mundo. Gosto da casa cheia”, declara.

Comentário