Foto: Marcio Oliveira

Ação comunitária revitaliza Praça dos Imigrantes

 21/05/2017  - ANDRÉ ESTEVES-Da Reportagem Local

A A A

Em parceria com a Prefeitura de Presidente Prudente, membros da comunidade do Jardim das Rosas se reuniram na Praça dos Imigrantes, na manhã de ontem, para dar continuidade ao processo de revitalização da área. Na ocasião, a equipe da Semea (Secretaria Municipal de Meio Ambiente) fez o plantio de 50 mudas de diferentes espécies de arbustos, enquanto um dos idealizadores do projeto, o artista Itamar Xavier de Camargo, liderou a pintura dos totens da praça com a reprodução de obras de arte e a fixação de placas de madeira com a inscrição de poesias. Conforme explica Itamar, a iniciativa é uma forma de valorizar os espaços do município no ano em que comemora seu centenário.

Na quinta-feira, a Semea já havia iniciado os trabalhos no local com a retirada das árvores invasoras, a capinação do mato alto e a recuperação de brinquedos. O titular da pasta, Wilson Portella Rodrigues, aponta que o próximo passo é repor as bandeiras de outras nacionalidades nos mastros que cercam a área, a fim de homenagear as contribuições dos imigrantes para o desenvolvimento socioeconômico de Prudente. O secretário enfatiza que a ação compõe a agenda do projeto "Prudente Colorida", cujo propósito é revitalizar as principais praças de lazer da cidade, que soma mais de 200 espaços. A próxima a ser contemplada com o trabalho é a Praça Miquelina Sabino Filitto, no Parque Furquim, com o apoio de alunos do 4º ano do ensino fundamental do Sesi (Serviço Social da Indústria).

Parceiro da causa, o professor Vagner Magalhães é deficiente visual e decidiu trazer para a Praça dos Imigrantes um jardim sensorial, que tem por objetivo viabilizar o contato com a natureza por meio dos sentidos. "Trata-se de um jardim composto por plantas de diferentes aromas e texturas, como o alecrim e o tomilho, por exemplo. É uma experiência que queremos propiciar não apenas para os deficientes visuais, mas todas as pessoas", descreve.

A agente de apoio operacional da Seduc (Secretaria Municipal da Educação), Cícera Teixeira, esteve no local com mais 15 pessoas da pasta e ficou satisfeita com a proposta, que considera de "total importância". "É uma maneira de preservar e valorizar a área, tornando-a mais atrativa para a população local", avalia.

Comentário