COTIDIANO

A solução do MEI

  • 25/04/2019 04:53
  • Luis Sobral

Ainda como consequência da recessão que atingiu a economia brasileira, a taxa de desemprego resiste a descer dos altos patamares em que se encontra. Desde 2017, o índice teve picos que atingiram a casa dos 13% e recuos que não ficaram abaixo de 11%, segundo pesquisas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Em números absolutos, são hoje aproximadamente 13 milhões de pessoas sem trabalho, além de um contingente de cerca de 14 milhões de brasileiros que trabalham menos de 40 horas semanais, têm disponibilidade para mais, no entanto não conseguem preencher o tempo restante.

Muitos dos que se veem sem ocupação partem para o negócio próprio. É aquela máxima: “se você não encontra emprego, crie o seu”. Não à toa, nos últimos cinco anos, o número de MEIs (Microempreendedores Individuais) aumentou mais de 120% e até março eram 8,1 milhões no País. Só nos primeiros três meses deste ano, o Brasil registrou o surgimento de 379 mil novos MEIs.

Neste momento, em que a criação do MEI completa dez anos, os dados comprovam que ingressar na categoria se tornou a solução para muitos trabalhadores não só voltarem ao mercado, mas formalizados e com direito a benefícios previdenciários, por uma contribuição mensal entre R$ 50,90 e R$ 55,90.

Nesse contexto, vemos com frequência pessoas que aproveitam a experiência adquirida em serviços anteriores ou exploram talentos até então apenas direcionados a hobbies para empreender. Mas para prosperar, não basta ter conhecimento técnico do produto ou serviço oferecido: é preciso saber administrar. Daí os esforços permanentes do Sebrae-SP (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) para capacitar o empreendedor como gestor. Só assim ele vai aumentar as possibilidades de sucesso. No caso dos MEIs, o Sebrae-SP acaba de renovar o Super MEI para qualificá-los ainda mais. 

Ao proporcionar ao empreendedor a preparação necessária para tocar adiante suas ideias, o Sebrae-SP contribui para novos – e saudáveis – negócios. Empreendimentos bem-sucedidos têm impacto positivo em toda a engrenagem da economia. Por isso, o apoio ao empreendedorismo é fundamental para a nação. É o Sebrae-SP gerando emprego e renda para o Brasil. 

ÚLTIMAS DO AUTOR

Melhores perspectivas

  • 09/02/2019 05:02

Luis Sobral

  • 08/12/2018 05:02
Luis Sobral

Luis Sobral

Luis Sobral é presidente da FDE (Fundação paro o Desenvolvimento da Educação) e ex-presidente da Abraosc (Associação Brasileira das Organizações Sociais de Cultura).

PUBLICIDADE