A indústria do carnaval!

  • 19/02/2020 05:10
  • Marcos Alves Borba

Nesse exato momento não nos cabe cair na tentação de se fazer um balanço do que realmente vale, ou tentar instigar uma validação dos resultados através de uma das maiores festas do Brasil, isto é, onde se criou uma tradição muito forte de uma festividade totalmente cultural. Assim, o carnaval já é em nosso país.

Enquanto uns se preparam para a grande festa, seja onde for outros se organizam para estar longe dela. Sejam através de grupos, excursões ou até mesmo sozinhos, o que seja validado para aqueles que buscam algo a se sentirem totalmente seguro de si mesmo. E tenha a certeza que esse momento é esperado por muitos, independente de uma tradição, já que podemos contar com alguns dias de folga.

A indústria do carnaval, o nome dado ao conjunto de atividade para produção de fantasias, adereços, e materiais para os carros alegóricos, á poucos dias  para o carnaval, a folia já está impulsionando a economia do país e em 2019 movimentou R$ 6,78 bilhões, segundo a CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo). Essa previsão, em valor, já supera os números de 2018 e significa um aumento de 2,0%. Esse aumento é impulsionado, de acordo com a CNC, por bares e restaurantes, seguido por transporte rodoviário e serviços de hospedagem. Juntas, essas atividades devem responder por mais de 84% da receita gerada com o carnaval. E é bem provável que em 2020 essa indústria tenha seus números mais expressivos.

Se assim fizermos sem muito esforço, as prioridades, no que tange realmente ser necessário e importante para um país que já algum tempo vem querendo e buscando ser uma referência no mundo, é bem possível que estejamos há ano luz fora de uma realidade que mexe e muito com um povo. Não obstante de outros países, quando de seus costumes e tradições, em algo que considere ser relevante ao seu povo, sem dúvidas que se causa um embate nas relações do que realmente seja prioridade. O nosso país considerado do carnaval e do futebol, é bem provável que essa arte musical e o esporte não esteja muito condizente á um povo que luta todos os dias para ter seus dias melhores. Seguimos ou não uma tradição de costumes e regras? Faça a sua escolha!

ÚLTIMAS DO AUTOR

China, os nossos aplausos!

  • 25/03/2020 04:29

Que ritmo estás?

  • 11/03/2020 04:13

Ser o último...

  • 05/02/2020 06:07
Marcos Alves Borba

Marcos Alves Borba

Marcos Alves Borba é educador físico, coach (Sociedade Brasileira de Coaching) e palestrante.

Contato: marcosaborba@hotmail.com

PUBLICIDADE