Arquivo - Em Prudente, imunização segue em 28 salas dos postos de saúde até dia 31 de maio

Foto: Arquivo - Em Prudente, imunização segue em 28 salas dos postos de saúde até dia 31 de maio

PÓS-DIA D

46,96% do público-alvo é vacinado contra gripe

Conforme dados da Secretaria de Saúde de Prudente, percentual mais avançado é o das puérperas, que contabiliza 63,84% das esperadas nos postos

  • 08/05/2019 04:30
  • THIAGO MORELLO - Da Redação

No sábado, as 28 salas de vacinação de Presidente Prudente estiveram disponíveis para o atendimento ao público - das 8h às 17h -, contribuindo assim para o chamado “Dia D” da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. O efetivo fez com o que município chegasse à imunização de 46,96% da população-alvo, ou seja, 31.591 dos 67.269 que precisam receber a dose contra a gripe, conforme os dados da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde). No entanto, os números ainda preocupam a municipalidade, uma vez que a meta imposta pelo Ministério da Saúde é de 90%. A ação segue até o dia 31 de maio.

E de forma detalhada, o grupo com maior taxa de pessoas vacinadas é o de puérperas - mulheres que tiveram bebês em até 45 dias -, no qual, das 354 no município, 226 já garantiram a imunização contra gripe, ou seja, 63,84%. Na sequência, aparecem os idosos, 15.575 dos 29.570 (54,52%); gestantes, 1.117 das 2.156 (51,81%); trabalhadores de saúde, 4.201 dos 8.941, 46,99% da classe profissional; e crianças de seis meses a menores de 6 anos, com imunização de 6.492 das 14.292 nesta faixa etária (45,42%).

Antes de realizar o “Dia D”, o último balanço divulgado pela VEM (Vigilância Epidemiológica Municipal), como noticiado por esse periódico, mostrava que das 67.269 pessoas que integram algum grupo prioritário, 19.545 foram vacinadas, o que representava 29,05% do total. De lá pra cá, cerca de 12 mil foram imunizados.

Elaine Bertacco, supervisora da VEM, lembra que faltam cerca de 20 dias úteis para que a campanha se encerre, sendo assim, a preocupação de não bater a meta existe. “A cobertura segue baixa, pois temos de atingir no mínimo de 90% da população-alvo. Ninguém pode usar como desculpa que durante a semana não consegue ir, pois tivemos um sábado com todas as unidades abertas e muitas ficaram ociosas”, completa.

À reportagem, ela responde ainda que não há previsão de que haja um novo “Dia D”, uma vez que seguem as orientações do Ministério da Saúde. “Ainda não nos foi informado nada. Dessa forma, cabe aos municípios realizar suas próprias ações para aumentar a adesão à campanha”, lembra.

Dito isso, a supervisora pede aos munícipes que procurem por uma unidade de saúde para garantir a imunização contra a doença. “Os grupos prioritários estão suscetíveis à doença, principalmente os idosos e as crianças. Até o momento, não temos nenhum caso de síndrome respiratória aguda grave. Em 2018, foram 23 confirmadas. Deste total, 16 não havia tomado a vacina e integravam algum grupo”, finaliza Elaine.

Proteção

Conforme dados do Ministério da Saúde, a vacina contra influenza oferecida neste ano protege contra três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no hemisfério sul, seguindo a determinação da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Serviço

No município, são 28 locais, entre UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e ESFs (Estratégias de Saúde da Família), com sala de vacina e ficam abertos de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h.

Com Secretaria Municipal de Comunicação