Deputados estaduais

3 candidatos da região garantem vaga na Alesp

Nestas eleições, Ed Thomas recebeu (PSB) 61.371; Mauro Bragato (PSDB), 65.475; e Reinaldo Alguz (PV), 114.352 votos

ROBERTO KAWASAKI - Da Redação • 09/10/2018 09:35:00

Três candidatos ao cargo de deputado estadual da 10ª RA (Região Administrativa) do Estado de São Paulo foram eleitos no último domingo. Conforme balanço do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Ed Thomas recebeu 61.371 votos, sendo 55.592 (90,58%) regionais. Por sua vez, do total de 65.475 votos conquistados por Mauro Bragato (PSDB), 51.198 (78,19%) correspondem aos eleitores da região; e, do 114.352 votos para Reinaldo Alguz (PV), 18.033 (15,77%) foram de cidades regionais.

Ed Thomas (PSB) foi eleito ao cargo pelo quarto mandato consecutivo, e ressalta que dará sequência ao que já tem sido feitos nos últimos anos. “Sempre trabalhei junto ao Estado buscando incentivos à saúde e emprego. Digo que o meu foco é cuidar das pessoas, e tenho a obrigação de buscar o que é material para que as necessidades sejam atendidas”, salienta.  

Por sua vez, Mauro Bragato (PSDB) reforça o compromisso que mantém com a região nos nove mandatos anteriores em que exerceu o cargo no Legislativo do Estado. “Pude trazer muitas conquistas para os municípios regionais, o que permitiram avanços e, obviamente, isso aumentou a possibilidade de termos vencido as eleições por mais uma vez”, afirma o deputado, que aponta o trabalho municipalista como prioridade.

Já Reinaldo Alguz (PV) afirma que vai dar continuidade aos trabalhos que já tinha encaminhado nos três mandatos anteriores na Assembleia Legislativa, e diz que é preciso o fortalecimento e a reorganização das instituições. “O país está passando por uma mudança política, em que a prioridade é o fortalecimento dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, para que cada uma passe a exercer individualmente suas funções como deve ser. Quando isso não ocorre, a insatisfação é generalizada”, pontua Alguz.

Ficaram de fora

Outros 22 candidatos ao cargo de deputado estadual na região não foram eleitos. Na contabilização final dos votos, Adão Lima Agro (PR) teve 3.237 votos; Exclusivo (PDT), 4.704; Professor Bertoncello (Novo), 9.786; Dr. Ferrari (PV), 8.704; Cida Barreto (PR), 2.628; Bruno Lozzi (PSOL), 5.120; Carlos Rossato (PR), 2.433; Professora Deusamar (Patriota), 1.712; Fabio Sato (PSD), 24.228; Fátima Lira (PR), 1.682; Professor Gilberto Aquino, Gil (MDB) 545; Guilherme Piai (PR), 7.775; Haroldo Filho (PSL), 10.544; Jocelino Santana (Podemos), 763; Zé Carlos, Jogador (PR), 6.326; Kazu Reis (PR) foi anulado; Enfermeira Luzia (PT), 3.278; Marcelo Manfrim (PR), 3.263; Mariá Depieri (Patriota), 426; Nilson (Patriota), 669; Sérgio Donha (PR), 1.174; Sérgio Mele (Patriota) foi anulado; e Wesley Brambilla (Solidariedade), 320.

Em relação aos deputados federais, nenhum dos 13 candidatos foi eleito. No total, Munuera Junior (PRTB) contabilizou 526 votos; Adenilton Ferreira (PV), 5.239; Gildo Velocity (PRB), 1.475; Izaque Silva (PSDB), 23.606; José Lira (PR), 14.536; José Lemes (PRB), 15.126; Juliano Borges (Podemos), 3.873; Fernando Gesse (Patriota), 6.136; Professor Marcos Gusman (PRP), 638; Tupã, Milton Carlos de Mello (DEM), 40.058; Pri Pereira (MDB), 3.327; Reinaldo Coelho (MDB), 1.536; e Dr. Talmir (Solidariedade), 12.816.

Apesar de não eleitos, Presidente Prudente não deixou de ter representação nacional. Isso porque a candidata Sâmia Bomfim (PSOL), eleita com 249.887 votos ao cargo de deputada federal, é nascida no município e, inclusive, esteve na região para fazer campanha. Já no Senado, o candidato Major Olímpio, natural de Presidente Venceslau, foi o mais votado no Estado de São Paulo e recebeu 9.039.717 votos. A reportagem tentou contato com ambos para uma entrevista, no entanto, as ligações não foram atendidas.  

SAIBA MAIS

Com base nos números do TSE, a reportagem elaborou um balanço sobre os votos para os três deputados estaduais eleitos na região de Presidente Prudente. Segundo os números, o TSE contabilizou 496.674 votos (incluindo brancos e nulos), dos quais 124.823 foram para Ed Thomas, Mauro Bragato e Reinaldo Alguz (25,13%). A quantidade de votos brancos somou 36.264 (7,30%), e nulos 39.576 (7,97%). No total de votos válidos, o TSE contabilizou 420.834.

Estilo do Site
  • Luz
  • Alto Contraste